Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

AGRONEGÓCIO

Em MS, crédito rural cresce 112% e chega a R$ 7,25 bi

Em MS, crédito rural cresce 112% e chega a R$ 7,25 bi
16/02/2014 00:00 - DA REDAÇÃO


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A melhoria no desempenho das atividades agropecuárias de Mato Grosso do Sul estreitou a relação entre produtores e bancos, dobrando o montante do crédito rural em três anos. De 2010 a 2013, o valor financiado aumentou 112%, variação acima a da média nacional, chegando a R$ 7,25 bilhões no ano passado, conforme números do Banco Central do Brasil, segundo mostra reportagem na edição deste domingo (16) do jornal Correio do Estado.

Esse cenário resulta da combinação entre a expansão das áreas das diferentes culturas, uso maior de tecnologias, avanço da produtividade e segurança dos bancos na liberação de recursos, conforme análise do diretor de relações Institucionais da Federação de Agricultura de MS (Famasul), Rogério Beretta.

“O crescimento da busca por crédito tem relação com o aumento das áreas plantadas e da produção. Também se relaciona ao uso cada vez mais intenso de tecnologias.”, afirmou, acrescentando que as instituições financeiras têm, atualmente, mais tranquilidade nas operações com o produtor rural sul-mato-grossense. “Temos hoje a menor taxa de inadimplência do Brasil”, informou. A reportagem é de Osvaldo Júnior e as fotos de Valdenir Rezende, Álvaro Rezende e Bruno Henrique.

Felpuda


Engana-se quem acha que diminuiu a voracidade de ter fatia de cobiçado bolo por parte de “quem manda”. O recuo realmente houve, mas só por enquanto e por uma questão de estratégia, até porque, nas primeiras investidas, as portas não se abriram. E continuam fechadas. Mas quem conhece bem a dita figurinha aposta que ela não desistirá até encontrar, digamos,  um “chaveiro amigo”. Essa gente não sossega nem diante da pandemia... Afe!