Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Paralisação

Em MS, 100 mil caminhoneiros podem cruzar os braços hoje

25 JUL 12 - 07h:58VINÍCIUS SQUINELO

Movimento nacional, a paralisação dos caminhoneiros pode ter a adesão de 100 mil profissionais em Mato Grosso do Sul, segundo estimativas de empresários do setor. A classe reclama principalmente do limite de tempo de viagem e do aumento de 6% do óleo diesel, e almeja negociações imediatas com o Governo federal.

A paralisação nacional foi marcada para hoje, 25 de julho, dia de São Cristóvão, padroeiro dos motoristas, e pode, literalmente, parar o País.

Representante da União Brasil Caminhoneiro em MS, o empresárioRoberto Sinai acredita em uma ampla adesão por parte dos profissionais do Estado. “São mais de 150 mil caminhoneiros por aqui, entre os daqui e os flutuantes. Trabalhamos para a adesão de 100% deles à paralisação, por tempo indeterminado, até o governo federal abrir negociações”, afirmou.

O Sindicato dos Trabalhadores de Transportadores de Cargas e Similares de MS afirmou que não se pronuncia sobre a temática. É difícil mapear os trabalhadores do segmento, que se dividem em inúmeras associações e sindicatos de classe.

Leia mais no Jornal Correio do Estado

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

PREVIDÊNCIA

Maia pede à oposição que aprove estados e municípios na reforma

Paranaense é preso com 1,3 tonelada de maconha em caminhonete
TRÁFICO DE DROGAS

Paranaense é preso com 1,3 tonelada de maconha

Termina prazo para recurso contra decisão que considerou Adélio inimputável
PRESO EM CAMPO GRANDE

Sem recursos, Justiça encerra processo contra Adélio Bispo

Tempo abre e eclipse da Lua é visto a olho nu em Campo Grande
FENÔMENO

Tempo abre e eclipse da Lua é visto a olho nu na Capital

Mais Lidas