Domingo, 25 de Fevereiro de 2018

PAULISTA

Em jogo com dois pênaltis, Santos bate o Noroeste

12 FEV 2011Por GAZETA ESPORTIVA10h:07

Em um jogo marcado por dois pênaltis perdidos, o Santos cumpriu o seu dever de casa e bateu o Noroeste por 2 a 0, na noite desta sexta-feira, na Vila Belmiro. Zé Eduardo - de volta por empréstimo após acertar a sua transferência para o Genoa (Itália) - e Felipe Anderson balançaram as redes para os santistas. A partida marcou também a reabertura da Vila Belmiro, que passou por um processo de reforma do seu gramado, entre dezembro do ano passado e janeiro deste ano.

Com a vitória, o Peixe retomou a liderança do Campeonato Paulista, com 18 pontos, só que antes do complemento da rodada. Agora, os santistas concentram suas atenções na estreia da Copa Libertadores da América, contra o Deportivo Táchira, às 22h45 (horário de Brasília), no Estádio Nuevo Pueblo, em San Cristóbal.

O Alvinegro Praiano só volta a atuar no Estadual no clássico com o Corinthians, dia 20, no Pacaembu. Enquanto isso, o Norusca ocupa a 14° posição, com apenas oito pontos ganhos. Na próxima rodada, os alvirrubros visitam o São Bernardo, também no dia 20, no Estádio 1° de Maio.

Procurando deixar de lado a estreia na Libertadores, o Santos começou o jogo melhor que o adversário. Tanto que, após uma grande defesa de Rafael em chute de Ricardinho, o Peixe balançou as redes.

Aos nove, um minuto após a chance de RIcardinho pelo Noroeste, o meia-atacante Zé Eduardo foi lançado por Diogo, invadiu a área e tocou na saída de André Luis: 1 a 0 para os santistas. Esse foi o primeiro gol de Zé Eduardo desde que voltou, emprestado pelo Genoa até o meio do ano, e o quarto tento do jogador no Paulistão.

Mas, após o gol, o Alvinegro Praiano passou a dar mais espaço para os visitantes jogarem e o Noroeste criou chances para empatar. Em uma delas, aos 17, Ricardinho recebeu bom lançamento na área, mas não consegue passar pelo goleiro Rafael. O próprio Ricardinho ficou com o rebote e tentou o cruzamento para Zé Carlos, mas o atacante mal desvia a bola.

Em busca do empate, o Norusca teve mais uma grande oportunidade aos 26. Júlio César cruzou da direita, Zé Carlos dominou a bola com o peito e bateu para o gol. Rápido, Rafael se esticou para fazer a defesa, espalmando a bola e evitando o gol de empate do adversário.

O Santos respondeu logo depois. Aos 29, Zé Eduardo iniciou a jogada, driblou o seu marcado e tocou para Diogo na entrada da área, que finalizou a bola em cima da zaga alvirrubra. No rebote, o próprio Diogo aproveitou o lance, deu um "elástico" em Hallison e bateu cruzado, porém, Keirrison chegou atrasado e não conseguiu completar para o gol.

Antes do intervalo, ainda houve tempo para o Noroeste criar mais uma boa chance de gol. Aos 40, Ricardinho recebeu na direita e cruzou para a grande área, só que a bola desviou no volante Rodrigo Possebon e quase encobriu Rafael, mas a bola passou por cima do gol santista.

Procurando dar um melhor rendimento ao seu ataque na etapa complementar, o técnico Adilson Batista trocou Keirrison pelo meria Felipe Anderson, adiantando Diogo para jogar mais ao lado de Zé Eduardo no ataque - antes, Diogo estava atuando mais como um meia-atacante. Já no Norusca, Lori Sandri tirou o meio-campista Júlio César para a entrada do atacante Aleilson.

E as substituições realizadas pelos treinadores das duas equipes possibilitou a um começo de segundo tempo emocionante, com dois pênaltis em menos de dez minutos após a volta do intervalo.

Primeiro, foi a vez do Noroeste ter uma penalidade a seu favor, após falta cometida por Edu Dracena. Aos quatro, Zé Carlos bateu no canto esquerdo de Rafael, mas a bola saiu pela linha de fundo, rente a trave do arqueiro do Peixe. Quatro minutos depois, aos oito, Elano também desperdiçou um pênalti, sofrido por Diogo. O meia pegou mal na bola e a mandou por cima do travessão.

E, após mais duas alterações - Adriano na vaga de Arouca pelo lado alvinegro e Gustavo na de Márcio Gabriel no Norusca -, o Santos chegou ao seu segundo gol. Aos 24, Felipe Anderson soltou uma bomba de fora da área, no ângulo de André Luis, ampliando a vantagem de seu time na Vila Belmiro: 2 a 0.

Após o gol de Felipe Anderson, o Noroeste ainda tentou pressionar os donos da casa, porém, sem uma articulação ofensiva que superasse a zaga santista, viu o duelo ser mesmo encerrado com a vitória do Peixe, que não vencia há duas rodadas no Paulista.

FICHA TÉCNICA
SANTOS 2 X 0 NOROESTE

Local: Estádio Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data: 11 de fevereiro de 2011, sexta-feira
Horário: 21 horas (horário de Brasília)
Árbitro: Leandro Bizzio Marinho
Assistentes: Daniel Luis Marques e Gustavo Rodrigues de Oliveira
Assistentes adicionais: Magno de Sousa Lima Net e Marcos Silva dos Santos Gonçalves
Renda: R$ 177.370,00
Público: 10.054 pagantes
Cartões amarelos: Gleidson e Marcelinho (Noroeste); Edu Dracena, Diogo e Rafael (Santos)
Gols: SANTOS: Zé Eduardo, aos nove minutos do primeiro tempo, e Felipe Anderson, aos 24 minutos do segundo tempo

SANTOS: Rafael; Pará, Edu Dracena, Durval e Léo; Rodrigo Possebon, Arouca (Adriano) e Elano; Diogo (Róbson), Keirrison (Felipe Anderson) e Zé Eduardo
Técnico: Adilson Batista

NOROESTE: André Luis; Cris, Matheus e Hallison; Márcio Gabriel (Gustavo), Marcelinho, Júlio César (Aleilson), Ricardinho, Giovanni (Hernani) e Gleidson; Zé Carlos
Técnico: Lori Sandri
 

Leia Também