Campo Grande - MS, sexta, 17 de agosto de 2018

OPERAÇÃO ELBA

Em dez meses, Polícia Federal apreendeu 899 quilos de cocaína

12 MAI 2011Por EDILSON JOSÉ ALVES/PONTA PORÃ00h:00

 Os agentes da delegacia de Polícia Federal de Ponta Porã deram prosseguimento, hoje, à “Operação Elba”, que teve início no dia 29 de março desde ano, oportunidade que foi descoberto um esquema montado pelo traficante Vilson Antunes para importar cocaína da Bolívia através da fronteira com o Paraguai. A droga era despejada de aeronaves clandestinas na região de Bonito, no sudoeste do Estado. Em dez meses os federais apreenderam 899 kg de cocaína que pertenciam à quadrilha.

Conforme as informações repassadas pela PF ao Correio do Estado, em Ponta Porã foram cumpridos os quatros mandados de prisão expedidos pela justiça. Em Amambaí os federais também cumpriram três mandados e em Dourados dois dos quatro expedidos. Os policiais descobriram que um casal preso em 2009 na região de Três Lagoas com 437 mil dólares não declarados integrava a quadrilha de Antunes. Á época os dois foram presos por crime de lavagem de dinheiro.

Um único mandado que era para ser cumprido em Aral Moreira, o acusado não foi localizado; em Foz do Iguaçu-PR, dos dois mandados expedidos apenas um foi cumprido, o segundo elemento conseguiu fugir. Na cidade de Cascavel, os federais apreenderam dois veículos, enquanto em Rondonópolis-MT, foi preso o homem que seria o braço financeiro da quadrilha. Ele seria a pessoa responsável em fraudar financiamentos de veículos, cujo dinheiro arrecadado era investido na aquisição de entorpecentes. Os financiamentos eram feitos em nome de “laranjas”.

Outras três prisões ocorreram na cidade de Porto Alegre, onde apenas um procurado pela justiça não foi encontrado. Dois dos três presos eram bastante conhecidos e segundo a PF atendem pelos apelidos de “Periguito” e “Lageano”. Com eles foram apreendidos dois veículos, R$ 8 mil em espécie e uma pistola calibre ponto 40, arma de uso restrito da polícia

A Polícia Federal informou ao Correio do Estado que apesar da “Operação Elba” ter iniciado em março passado, as investigações sobre os envolvidos começaram em agosto de 2010. Nesse período foram apreendidos 899 kg de cocaína, 167 kg de maconha, 18 kg de haxixe, 14 veículos e 20 pessoas foram presas.

Esquema

Vilson Antunes, segundo a PF, atuava juntamente com Pingo Soligo, preso no ano passado numa operação da Secretaria Nacional Antidrogas (Senad) do Paraguai. Depois ele tornou-se independente e, segundo o delegado Fabrizio José Romano, passou a buscar drogas diretamente em Santa Cruz del la Sierra, na Bolívia.

Do território boliviano a cocaína saia em aviões clandestinos e quando atingiam o limite territorial entre Brasil e Bolívia os sacos de drogas eram arremessados em uma aldeia indígena, situada a cerca de 130 quilômetros de Bonito. Nessa região ele mantinha duas chácaras onde a droga era escondida e depois enviada para outros estados em fundos falsos preparados no próprio local.

Leia Também