Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

QUEDA DE BRAÇO

Em clima tenso, professores da UFMS decidem manter a greve

16 AGO 12 - 00h:00LUCIA MOREL

Mesmo com a posição do Ministério da Educação (MEC) de não reabrir negociações e em meio a uma discussão acalorada em assembleia na manhã de ontem, os docentes da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) decidiram manter a greve que já dura 58 dias. O ano letivo já está comprometido e ontem, estudantes do 4° ano do curso de Medidina, pediam a retomada das aulas.

De acordo com o comando de greve, foram 69 votos a favor da manutenção da greve e outros 32 contrários na Capital. Havia, segundo os docentes, uma pressão por parte da diretoria da Associação dos Docentes da UFMS (Adufms) de que o movimento fosse desmobilizado. Isso, com base na afirmação do MEC de que qualquer tipo de negociação estava encerrada.

Leia mais no jornal Correio do Estado
 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Gustavo Montezano será <br>o novo presidente do BNDES
CONFIRMADO

Gustavo Montezano será
o novo presidente do BNDES

Bernal deixa presidência do PP e deputado deve assumir
CRISE NO PARTIDO

Bernal deixa presidência do PP e deputado deve assumir

Justiça paulista autoriza leilão da Avianca
RECUPERAÇÃO JUDICIAL

Justiça paulista autoriza leilão da Avianca

Noruega, Espanha e China estão nas oitavas de final
COPA DO MUNDO FEMININA

Noruega, Espanha e China estão nas oitavas de final

Mais Lidas