Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Assine a Newsletter

Em Cassilândia, 50 famílias estão desabrigadas por causa da chuva

31 JAN 10 - 07h:48
Depois de mais de 12 horas de chuva ininterrupta, o município de Cassilândia, na região do bolsão sul-matogrossense, enfrentou sexta e sábado alagamento e cerca de 50 famílias ficaram desabrigadas, a maioria pessoas que moravam próximas ao Rio Aporé. Na cidade, dois córregos, o Cedro e o Palmito transbordaram por causa do grande volume de água da chuva. Os dois cortam a cidade e transbordaram na madrugada de sábado, derrubando inclusive uma ponte usada por pedestres, próxima à estação rodoviária da cidade. Todas as famílias que tiveram suas casas invadidas pelas águas foram alojadas na casa de parentes ou na escola municipal Ilma Costa e no Centro de Referência de Assistência Social (Cras), onde receberam roupas, cobertores e alimentação, doados pela prefeitura e pela comunidade. O Córrego Palmito e também o Cedro são afluentes do Rio Aporé, que é afluente do Rio Paranaíba, que se unindo com o Rio Grande formam o Rio Paraná, que separa os estados de Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e São Paulo. O prefeito de Cassilândia, Carlos Augusto da Silva (DEM), afirmou neste sábado que já está providenciando documentação para decretar situação de emergência. Segundo ele, dezenas de famílias foram desalojadas e estão com medo de retornar para suas casas, temendo novas chuvas e desabamentos. Ele informou ainda que a prefeitura já conseguiu parte dos recursos para obras de revitalização dos córregos, com dragagem e perfilamento das calhas, orçada em R$ 35 milhões. A Defesa Civil em Cassilândia já está fazendo o cadastramento das famílias desabrigadas, que receberão toda a assistência. A enchente dos córregos já provocou também a destruição de pontes na zona rural e deixou praticamente intransitáveis as estradas vicinais, isolando a população rural, como é o caso da ponte que dá acesso ao distrito de Alto Tamandaré (município de Paranaíba).
Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Vistoria final para liberação do uso do Morenão deve ser feita na quarta
CAMPEONATO ESTADUAL

Vistoria final para liberação do uso do Morenão deve ser feita na quarta

INVESTIGAÇÃO

Mulher sai de motel correndo, tem surto no meio da rua e morre

Cocaína e remédio foram encontrados no quarto em que vítima estava com empresário
MEC diz que 143,7 mil participantes 'zeraram' em redação no Enem
RESULTADO

MEC diz que 143,7 mil participantes 'zeraram' em redação no Enem

Motoristas ignoram nova regra de proibição de conversão na 14 de Julho
TRÂNSITO

Motoristas ignoram nova regra de proibição de conversão na 14 de Julho

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião