Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

Em 4 dias, novo single do U2 arrecada US$ 3 milhões para caridade

Em 4 dias, novo single do U2 arrecada US$ 3 milhões para caridade
07/02/2014 04:00 - diario24horas


Lançada no último domingo (2), o single “Invisible” do U2 já arrecadou US$ 3 milhões exclusivos para serem doados para o “Fundo Internacional de Luta contra o HIV, Tuberculose e Malária”, uma instituição de caridade criada com o apoio de Bono Vox, vocalista da banda.

O grupo havia deixado claro ao lançar a canção que a cada download, o Bank of America doaria 1 dólar para a instituição, e até o momento já foram contabilizados mais de 3 milhões de download, garantindo pelo menos US$ 3 milhões (R$ 7,2 milhões) para doação, sendo que, inicialmente, a expectativa era de arrecadar US$ 2 milhões, meta já superada pelos músicos.

No mesmo dia em que o single foi lançado, Bono falou um pouco sobre a visão do U2 nos tempos atuais, depois de décadas de sucesso. “Nós estamos à beira da irrelevância. Você precisa fazer coisas relevantes para você e que correspondam ao seu lugar agora, e que sejam coisas honestas sobre o momento”, explicou o cantor. “Se isso for relevante para outras pessoas, ótimo. Mas nós não sabemos”, concluiu Bono.

A nova música do U2 também já tem clipe pronto, porém sem lançamento oficial. A prévia do vídeo foi exibida durante o intervalo do Super Bowl, nos Estados Unidos, e já pode ser assistida na internet. Produzida por Danger Mouse, da dupla Gnarls Barkley, “Invisible” teve o clipe dirigido por Mark Romanek, que já trabalhou com Jay-Z, Nine Inch Nails e outros.
 

Felpuda


Sindicalista defende o fim de mordomias e privilégios dos políticos e dos integrantes de outros Poderes, conforme divulgação feita por sua assessoria. Para ele, está na hora de se colocar um basta nessa situação, questionando, inclusive, o número de parlamentares e de assessores. Entretanto, não demonstra a mesma aversão por aqueles dirigentes de sindicatos que se perpetuam no poder e que comandam mais de uma entidade, assim como ele. Afinal, o exemplo deve vir de casa, né?