terça, 17 de julho de 2018

MÚSICA

Elizandra aposta na face cantora

23 OUT 2010Por OSCAR ROCHA00h:20

Talvez o grande público nunca tenha ouvido a cantora Elizandra. Mas a compositora Elizandra, com certeza, sim. Nascida em Aquidauana, criada em Campo Grande, filha do músico Baronito, há 10 anos ela tem fornecido hits para vários artistas locais e nacionais. Somente para dois nomes de maior prestígio no cenário nacional na atualidade – João Bosco e Vinícius e Luan Santana – colocou  à disposição canções como “Falando sério” e  “Curtição”. Agora, Elizandra quer que o público a conheça e não somente suas composições. “Sempre fui cantora. Chegou a hora das pessoas conhecerem muito mais que a compositora”, ressalta.

As primeiras noções musicais foram adquiridas assistindo aos ensaios e apresentações do pai. Na adolescência formou dupla com a irmã. “Éramos conhecidas como as Pantaneiras, mesmo a dupla tendo o nome de Sandra e Elizandra. Depois que desfizemos a dupla, passei a cantar sozinha e, durante cinco anos, me apresentei na Cantina Mato Grosso”.
Na sequência, ficou sete anos em São Paulo, cantando em cidades do litoral e fazendo vocal de apoio para vários artistas. “Fiz muitos contatos na época e voltei para Campo Grande”. A primeira música que compôs foi “Lençóis”, quando tinha 15 anos, gravada pelo grupo Zíngaro. “Na época, não prossegui na criação de novas músicas, somente fui fazer isso quando voltei de São Paulo”.

Entre os artistas locais que gravaram suas músicas estão Jads e Jadson, Patrícia e Adriana, Bartô e Fernando e os citados acima. Ela lembra como foi o primeiro contato com Luan Santana. “Os pais dele eram amigos de uma amiga e foi ela quem me falou sobre um garoto de 13 anos, que cantava muito. Foi aí que começamos a trabalhar em um CD-demonstração. Também atuo como produtora musical”.

Agora, em seu lançamento como cantora, Elizandra resolveu regravar as músicas que fizeram sucesso na voz de outros artistas, incluindo “Pedra e porcelana”, um dos destaques do novo álbum de João Bosco e Vinícius. São 16 faixas que estão sendo distribuídas para rádios e profissionais da área.

Recentemente, recebeu notícia que sua música pode chegar fora do Brasil. O músico John Kip fez uma versão de “Falando sério” em inglês. “Gostei muito”. Nos próximos dias, ela começa a divulgar  suas músicas em vários partes do Brasil, em rádios e programas de televisão. 

Leia Também