FORÇA NA POLÍTICA

Eleições em Mato Grosso do Sul estão nas mãos das mulheres

Eleições em Mato Grosso do Sul estão nas mãos das mulheres
09/07/2012 00:00 - Adilson Trindade


As mulheres poderão definir as eleições em Mato Grosso do Sul por ser o maior número de eleitores (quase 1 milhão) e, portanto, serão alvo dos candidatos a prefeito e vereador nas eleições deste ano. Quase 7 mil postulantes a cargo eletivo vão direcionar discurso ao eleitorado feminino, sem contar as candidatas na busca de espaço na política estadual.

Os partidos políticos são obrigados, por lei, a reservar 30% das vagas de candidaturas às mulheres. Mesmo assim, a participação delas no exercício da política é considera pequena.

Na Assembleia Legislativa, num espaço de 24 cadeiras, apenas duas mulheres exercem o mandato de deputada estadual. Uma delas é Mara Caseiro (PTdoB). Ela é uma política que começou a ganhar projeção ocupando a Prefeitura de Eldorado. Mas hoje encontra-se isolada devido ao fracasso das articulações para se unir ao PMDB para derrotar a sua até então aliada e amiga prefeita Marta Araújo (PT).

Leia mais no jornal Correio do Estado

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".