Sábado, 17 de Fevereiro de 2018

RENOVAÇÃO

Eleição pode renovar 54 das 81 cadeiras do Senado

3 OUT 2010Por 19h:43

ROBERTO COSTA

No pleito de hoje (3), os eleitores terão de votar em um candidato para os cargos de presidente, governador e deputados federal, estadual e distrital. Para o Senado, no entanto, deverão ser escolhidos dois candidatos, o que poderá alterar a composição de forças das bancadas governista e de oposição, dependendo dos resultados das urnas. Poderá haver assim uma renovação de 54 dos 81 parlamentares que compõem a Casa.

O número de senadores é fixo – três por estado – e a escolha é feita alternadamente, com a renovação de um terço e de dois terços a cada quatro anos. O mandato parlamentar é de oito anos.

A Constituição Federal define que, entre as atribuições do Senado estão a abertura de processo e julgamento do presidente e vice-presidente da República em crimes de responsabilidade, assim como o de ministros de Estado e dos comandantes da Marinha, do Exército e da Aeronáutica.

Dos 27 senadores que permanecem no cargo alguns disputam os governos estaduais. Se não forem eleitos, retornam ao Senado e terão ainda mais quatro anos de mandato. Se forem eleitos, o primeiro suplente assume a vaga na Casa.

Entre os senadores do Nordeste, Fernando Collor (PTB) concorre ao governo de Alagoas, Jarbas Vasconcelos (PMDB) ao de Pernambuco, João Vicente Claudino (PTB) ao do Piauí, Rosalba Ciarlini (DEM) ao do Rio Grande do Norte. Na Região Norte, Alfredo Nascimento (PR) concorre ao governo do Amazonas e Tião Viana (PT) ao do Acre.

Na disputa estão ainda Marconi Perillo (PSDB) pelo governo de Goiás e Renato Casagrande (PSB) pelo do Espírito Santo.

As informações são da Agência Senado

Leia Também