Campo Grande - MS, sexta, 17 de agosto de 2018

TRÊS LAGOAS

Eldorado inicia segunda fase de obras da fábrica

15 ABR 2011Por da redação07h:39

Em visita monitorada às instalações do Projeto Eldorado Brasil na manhã de ontem (14), a prefeita Márcia Moura (PMDB) e a vice-governadora Simone Tebet (PMDB), acompanhadas de uma comitiva de representantes do empreendimento e parceiros participaram de mais uma etapa importante da construção da maior fábrica de celulose em linha única do mundo: a finalização de suas obras de infraestrutura básica.
Após o lançamento da pedra fundamental do Projeto, realizada em 15 de junho de 2010, foram realizados os trabalhos de terraplanagem em tempo recorde, com a movimentação de 9 milhões de metros cúbicos de terra em apenas 120 dias com a finalização das seguintes obras: estação de tratamento de água; estação de tratamento de efluentes; subestação de energia elétrica; centro médico e refeitório.
A conclusão dessa obras, dentro do cronograma previsto, permitirá o início dos trabalhos de construção civil com total segurança e respeito ao meio ambiente. A inauguração do empreendimento está prevista para o final do segundo semestre de 2012.
Durante o evento que marcou o início da nova fase de construção da fábrica, o diretor presidente, Rogério Peres agradeceu a presença de todos e ressaltou a importância do momento não só para Três Lagoas, mas também para o País. “É um orgulho estar aqui para ver o quanto a empresa está investindo e o quanto o bem estar dos funcionários é importante para nós. Este é um marco não só para Três Lagoas e o estado de Mato Grosso do Sul, mas é um projeto para o Brasil”, destacou o diretor.
Já a vice-governadora Simone Tebet relembrou os anos em que esteve à frente da Administração Municipal de Três Lagoas na busca de novos investimentos para o município e região. “Quando assumi a Prefeitura em 2005 fiz um juramento, resgatar o orgulho dos três-lagoenses em viver aqui e durante esses cinco anos fomos atrás de grandes indústrias para a cidade. Hoje Três Lagoas está preparada para receber esses investimentos e é o celeiro da industrialização do Brasil”, ressaltou Simone Tebet.

Leia Também