Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

ANÁLISE

'Educação não é uma corrida de 100 metros', diz presidente do Inep

5 JAN 14 - 13h:30AGÊNCIA BRASIL

Após a divulgação das notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) tem ainda um calendário de divulgações a cumprir. Logo no primeiro semestre do ano, o Inep deve divulgar os resultados do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), aplicado em 2013, que incluem a Prova Brasil e, pela primeira vez, a Avaliação Nacional da Alfabetização (ANA). Além disso, para o ano, estão previstas mudanças. A autarquia estuda usar o sistema Teoria de Resposta ao Item (TRI), adotado no Enem, também no Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos (Revalida), alvo de polêmicas no ano passado.

O presidente do Inep, Luiz Cláudio Costa, conversou com a Agência Brasil sobre o que mostram as avaliações aplicadas em 2013 e quais caminhos devem ser percorridos este ano. No Saeb foram avaliados 7,6 milhões de estudantes. A Prova Brasil avaliou os alunos do 5º ano e 9º ano do ensino fundamental e do 3º ano do ensino médio. Já a ANA, os estudantes do 3º ano do ensino fundamental, no final do ciclo da alfabetização. Na Prova Brasil, pela primeira vez, os estudantes tiveram que responder a questões de ciências.

Segundo Costa, o resultado dos exames servirá de subsídio para a formulação de políticas públicas e para a intervenção pedagógica. Os primeiros resultados da ANA devem ser divulgados em março, para que as escolas “possam se preparar para atuar nos pontos em que a avaliação se mostrar necessários”.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Professores fazem protesto contra a Reforma da Previdência
PRAÇA DO RÁDIO

Professores fazem protesto contra a Reforma da Previdência

PREFEITURA

Atos Oficiais do município de Campo Grande 22/03/2019

Governador acredita que decreto será “norteador” na defesa de rios
PRATA E FORMOSO

Azambuja acredita que decreto ajudará na defesa de rios

Equipe econômica revisa de 2,5% para 2,2% projeção para alta do PIB em 2019
MERCADO FINANCEIRO

Equipe econômica revisa de 2,5% para 2,2% projeção para alta do PIB em 2019

Mais Lidas