Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, segunda, 17 de dezembro de 2018

LABORATÓRIO CULTURA VIVA

Edital está recebendo inscrições para produção de projetos audiovisuais de pontos e pontões de cult

29 MAI 2011Por DA REDAÇÃO06h:30

A produção de documentários sobre a diversidade cultural do Programa Cultura Viva é o mote do edital nº 01 lançado pelo projeto Laboratório Cultura Viva. Pontos ou Pontões de Cultura que disponham de equipe de produção audiovisual, insumos e equipamentos necessários à produção podem participar da seleção. Serão 20 projetos selecionados. As inscrições seguem até 16 de junho.

O Laboratório Cultura Viva é um projeto realizado pela Escola de Comunicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (ECO-UFRJ), resultado de parceria com o Programa Cultura Viva do Ministério da Cultura e com a Fundação Universitária José Bonifácio, que visa a produção, exibição, difusão, formação, pesquisa e experimentação em audiovisual e multimídia dos Pontos e Pontões de Cultura.

As ações se darão através da articulação de redes, desenvolvimento de plataforma on-line de produção colaborativa e da produção de uma revista eletrônica para veiculação em TV e multimídia.

Os documentários selecionados integrarão a revista eletrônica e veiculada na plataforma do projeto, assim como nos meios de distribuição de conteúdos fomentados pelo Ministério da Cultura e parceiros, tais como emissoras de radiodifusão, canais de TV públicos, comunitários ou por assinatura, outros portais na internet, salas de cinema e cineclubes.

A proposta do laboratório é dar sequência às experiências anteriores dos Pontos de Cultura com a produção de programas para TV, principalmente as séries Cultura Ponto a Ponto e Ponto Brasil, realizadas em parceria com a TV Brasil. Além disso, visa estimular a participação dos Pontos de Cultura na produção, exibição e difusão de produtos audiovisuais e multimídia em televisão, internet e novas mídias, assim como integrar a produção dos Pontos de Cultura com a pesquisa universitária.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também