Quarta, 17 de Janeiro de 2018

EcoSport: mudanças bem-vindas

5 FEV 2010Por 00h:49
E viva realmente o novo! A Ford abriu a temporada de lançamentos do ano, com a apresentação do novo EcoSport para jornalistas especializados de todo o País, em Maceió, nesta semana. O carro que deve chegar às concessionárias na primeira quinzena deste mês já vem com a chancela de modelo 2011, reformulado por fora e por dentro. A evolução do carro vem acompanhada de boas estratégias de marketing: três anos de garantia e valores reduzidos em média R$ 2 mil, podendo ultrapassar os 3 mil nas versões mais caras. A estratégia da Ford é para manter ou quem sabe aumentar o volume de vendas do veículo que tem mantido a média de 4 mil unidades/ mês desde o lançamento em abril 2003 e já emplacou 550 mil unidades. Na região Centro-Oeste, por exemplo, o EcoSport é responsável por 21% dos veículos vendidos. Não é à toa que o EcoSport é a “menina dos olhos da Ford”. Segundo o gerente-geral de Marketing, Antonio Baltar o utilitário-esportivo marcou a virada da marca conquistando novos consumidores para a montadora. “Com este produto rejuvenescemos a Ford”, enfatizou Baltar. Assim, com a competição cada vez mais acirrada e um leque cada vez maior de produtos na mesma faixa de preço, a Ford correu para renovar seu carro-chefe, no sentido literal da expressão. Agora, proprietários do EcoSport 2011 poderão exibir o modelo que faz questão de firmar seu nome no capô em letras cromadas, bem ao estilo Land Rover. Entre as novidades também destacam- se: nova grade do radiador, faróis com novo acabamento cromado escuro, novas rodas, novo bagageiro de teto, novo quadro de instrumentos, novas chaves (tipo canivete), novo acabamento no revestimento dos bancos, com nova opção de cor também para o couro (marrom). Não houve mudança nem na traseira nem na motorização do veículo, portanto, também não há redução no consumo. O pacote de reestilização privilegiou o que mais incomodava os donos de EcoSport: acústica, conforto e design. Com as novidades citadas acima, a equipe de engenharia conseguiu redução em 40% no ruído do carro e aprimoramento no acabamento. E aquela velha sensação de muito plástico foi resolvida com a mudança de alguns detalhes internos. “Acreditamos que o EcoSport hoje representa o melhor custo-benefício entre os modelos SUV”, afirma o engenheiro-chefe de Desenvolvimento de Produto, Milton Lubraico. Segundo Milton, o EcoSport faz parte de um programa de qualidade que inclui desde o aprimoramento de materiais e pacotes acústicos até elementos como economizador de bateria que desliga as luzes internas após 10 minutos de inatividade, faróis principais com maior área útil e bancos dianteiros com maior suporte laterial e conforto. Preços mais baixos A versão FreeStyle, responsável por mais de 50% das vendas, é o foco principal das novidades, com itens que reforçam o seu custo-benefício e estilo personalizado. Ela agora vem equipada com computador de bordo e controle do rádio no volante, além de aviso de portas abertas e revisão periódica, novas rodas de liga leve de 15 polegadas, bagageiro longitudinal no teto, chave tipo canivete e o emblema EcoSport no capô, por R$ 57.190 na motorização 1.6, ou seja, R$ 1.490 a menos que o modelo anterior. Arcondicionado, direção hidráulica, trio elétrico e rádio My Connection também fazem parte do pacote. Por R$ 1 mil a mais, o cliente pode levar o EcoSport XLT 1.6 com air bag duplo (R$ 58.190). Nessa versão, a redução no preço em relação ao modelo 2010 passa de R$ 2.200. O EcoSport XLT 1.6 com freios ABS e bancos de couro é ofertado a R$ 60.190, apenas R$ 2.000 a mais que a versão anterior. Nas versões com motor 2.0 flex, a redução de preços chega a R$ 3.000. O EcoSport FreeStyle 2.0, assim como o FreeStyle 1.6, ganhou computador de bordo, controle do rádio no volante e novos detalhes de aparência, e sai por R$ 59.480 (R$ 2.480 a menos que o modelo 2010). O EcoSport Automático 2.0 XLT, com air bag duplo, freios ABS e novo descansa-pé para o motorista custa R$ 60.910 (o modelo anterior era R$ 63.970). Já o modelo 4WD com tração integral, air bag duplo Na traseira, nada de mudanças. O estepe continua por lá dando aquele ar mais aventureiro ao jipinho. Por dentro, novas forrações com menos plástico e barulho, detalhes que eram alvo de muitas críticas dos donos do modelo e freios ABS, teve o preço reduzido para R$ 61.880, ante os R$ 64.960 cobrados anteriormente. “Além de reduzir o preço de todos os modelos, o EcoSport 2011 baixou também o custo de equipamentos como air bag e freios ABS, ajudando a tornar mais acessíveis esses itens de segurança. Ambos estão disponíveis pelo preço de R$ 1 mil, o mais baixo dentro da categoria”, diz Adriana Carradori.

Leia Também