sábado, 21 de julho de 2018

Inflação

Economistas pedem ação contra inflação

20 NOV 2010Por Jacqueline Farid (AE)04h:57

Economistas-chefes de duas das maiores instituições financeiras do País, Alexandre Schwartsman (Santander) e Ilan Goldfajn (Itaú-Unibanco), ambos ex-diretores do Banco Central, alertam para a necessidade de política monetária mais dura para conter a trajetória ascendente da inflação que, para ambos, caminha para ultrapassar o patamar de 5% em 2011.

Para Schwartsman, o Banco Central “está atrasado do ponto de vista da política monetária” e vai ter que elevar os juros diante do cenário de inflação em alta. Para ele, o aumento dos juros será inevitável, já que não há qualquer perspectiva de um ajuste fiscal de magnitude que evite uma intervenção mais forte da política monetária.

Goldfajn acredita que a inflação oficial chegará, “com esforço, ou seja, com a política monetária apertando um pouco mais”, a 5,5%.

Leia Também