Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

ABASTECIMENTO

Dourados pode ter racionamento
de água

6 FEV 14 - 10h:00DA REDAÇÃO

Com sensação térmica de até 49°C e quase 10 dias sem chuva, o consumo de água em Dourados (MS) aumentou cerca de 45%, de acordo com informações o gerente da Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul (Sanesul), Paulo César Torraca. Segundo ele, nos últimos dias, os reservatórios da cidade estão trabalhando no limite. Por dia, estão sendo distribuídos 56,6 milhões de litros de água, deixando o nível quase 20% menor do que capacidade adequada.

“Nossa média é 52 milhões de litros/dia, mas desde a semana passada começamos a trabalhar no limite dos nossos reservatórios, e isso se deve o aumento de consumo ocasionado principalmente pelo calor”, afirmou Torraca.

Ele disse que a empresa está abrindo dois novos poços artesianos de emergência, que irão ajudar no abastecimento, mas alerta que, se não houver conscientização no uso, pode haver falta de água. “Por enquanto estamos dando conta, mas é preciso da colaboração de todos para que ninguém fique sem água. Estamos realizando algumas manobras nos bairros, cortando o fornecimento em um quarto do dia e assim conseguimos manter os níveis dos reservatórios, mas não sabemos até quando isso durará”, explicou.

(Com informações do Dourados News)

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Leilão tem desde iPhone, brinquedos até videogames
LEILÃO

Leilão tem desde iPhone, brinquedos até videogames

Mega-Sena pode pagar prêmio de R$ 120 milhões nesta quarta
FEZINHA

Mega-Sena pode pagar prêmio de R$ 120 milhões nesta quarta

Após acordo milionário, TRT tenta conciliar mais 190 processos
JUSTIÇA TRABALHISTA

Após acordo milionário, TRT tenta conciliar 190 processos

"Refletindo Sobre o Brasil" é o novo livro de Pedro Chaves
LANÇAMENTO

"Refletindo Sobre o Brasil" é o novo livro de Pedro Chaves

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião