Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Dos 9 presidenciáveis, 6 escreveram ou foram retratados em livros

19 JUL 10 - 20h:02
São Paulo

Livros considerados raros em sebos ou até mesmo que ainda serão lançados poderão ajudar quem busca saber mais sobre seis dos nove candidatos à Presidência da República. A relação das obras escritas pelos presidenciáveis ou sobre eles inclui biografias, relatos de viagens, análises políticas e ensaios sobre o futuro do país.
Levantamento feito pelo portal de notícias G1, confirmado pela assessoria dos candidatos, localizou obras relacionadas a Ivan Pinheiro (PCB), José Serra (PSDB), Marina Silva (PV), Plínio Arruda Sampaio (PSol), Rui Costa Pimenta (PCO) e Zé Maria (PSTU).
Não foram indicadas pelas assessorias obras ligadas a Dilma Rousseff (PT), José Maria Eymael (PSDC) e Levy Fidélix (PRTB). No caso de Dilma, uma biografia chegou a ser cogitada na pré-campanha, mas a ideia foi abandonada, segundo integrantes da equipe petista.
Marina Silva não figura na lista dos escritores, embora cultive o hábito de escrever poemas e já tenha duas letras musicadas. Entretanto, a senadora acreana, de origem pobre e alfabetização tardia, já teve a vida contada em três biografias, de acordo com sua assessoria. A mais recente será ainda publicada em agosto pela Editora Mundo Cristão.
A escritora da obra ainda inédita “Marina – A Vida por uma causa” é a jornalista Marília de Camargo César.
“Ela me surpreendeu positivamente. Diria que é uma pessoa que tem um sentido de missão. Ela luta pela vida”, conta a jornalista, que começou o projeto no fim de 2008.
José Serra também tem a vida contada em uma biografia, “O Sonhador que faz”, de Teodomiro Braga, lançada em 2002. Na lista de presidenciáveis, Ivan Pinheiro é outro que teve a vida retratada em livro: “Atitude Subversiva”, de Hiran Roedel. “É um livro de trajetória, com fotos e documentos, porque não estou tão velho para uma biografia”, brinca o candidato, que tem 64 anos. Marina tem 52 e Serra, 68 anos.
Plínio Sampaio, com seus 80 anos incompletos, prefere não pensar ainda em livro sobre sua vida, mas coleciona quase 20 títulos que escreveu sozinho ou para os quais contribuiu. A obra de Plínio pode ser dividida em livros de caráter mais acadêmico e outros com enfoque popular.
“A que gosto mais é a literatura popular, que pessoas com primário bem feito podem entender”, disse. Com essa preocupação escreveu “O que é corrupção” e “Construindo o Poder Popular”, entre outros.
O único relato de viagem entre as obras listadas é de Ivan Pinheiro, que em 1985 contou suas impressões sobre a Bulgária, país que esteve sob a influência da ex-União Soviética após a Segunda Guerra Mundial e cujo governo comunista terminou em 1990.
Rui Costa Pimenta tem quatro títulos publicados: “O Que é o Trotkismo” e “Autópsia de uma Campanha de Calúnias”, ambos pela Editora Causa Operária; “Dos Crimes Contra a Propriedade Intelectual” e “Em Defesa do Marxismo - as Tendências Trotskistas na Origem do PT”.
Zé Maria escreveu “Os Sindicatos e a luta contra a burocratização”, publicado pela  Editora Sundermann (2007).
Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Felpuda

BRASIL

Envolvimento de agentes de saúde pode acelerar diagnóstico de câncer

BRASIL

Tratamento para doenças raras precisa de investimentos em pesquisa

BRASIL

Motorista embriagado invade lanchonete, atropela 4 e mata jovem

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião