Quinta, 22 de Fevereiro de 2018

Dois são assassinados a tiros na Capital

13 OUT 2010Por bruno grubertt e milena crestani04h:42



Duas pessoas foram assassinadas em Campo Grande. No primeiro caso, Valdivo Pereira Silva, 32 anos, foi executado com quatro tiros na madrugada de ontem, na Rua Filomena Segundo Nascimento, no Conjunto Rouxinóis. Segundo informações repassadas por testemunhas à Polícia Militar, os tiros foram efetuados por uma pessoa que estava em uma picape Corsa e fugiu logo após cometer o crime.
Populares acionaram a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros, que socorreram a vítima. No caminho, o ferido teve de ser transferido para uma outra ambulância, com equipamentos de socorro avançados, mas sofreu uma parada cardiorrespiratória e morreu a caminho do hospital. De acordo com o que foi registrado na Polícia Civil, os disparos atingiram o tórax, cabeça, mão esquerda e braço direito.
Valdivo, conhecido como Didi, estava em livramento condicional desde julho deste ano. Ele havia sido detido em 2004 por homicídio.
O caso foi registrado na delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) e será investigado pela 4ª Delegacia de Polícia de Campo Grande. Até o fechamento desta edição, a polícia não tinha pistas nem suspeitos sobre o crime.

Outro crime
No segundo crime, Lindomar Camargo Egídio, 23 anos, foi encontrado morto na manhã de ontem, por volta das 6h30min, na esquina das ruas Cachoeirinha e Alfredo dos Santos, no Conjunto Iracy Coelho, na Capital.
O corpo estava na calçada, com uma marca de tiro na cabeça. Segundo dados do boletim de ocorrência, familiares informaram que desconhecem qualquer inimizade que pudesse ter motivado o crime.
Nos bolsos da vítima foram encontrados uma maço de cigarros, um isqueiro, documentos e pequena quantidade de dinheiro. Lindomar não tem passagens pela polícia.
O episódio será investigado por policiais da 5ª Delegacia de Polícia e, até o fim da tarde de ontem, nenhum suspeito havia sido identificado e a polícia não tinha indícios para apurar a autoria.

Leia Também