Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

INVESTIGAÇÃO

Dois estão envolvidos em morte de idoso

Dois estão envolvidos em morte de idoso
13/01/2014 14:15 - EDIÇÃO DE NOTÍCIAS


Em menos de 24 horas a Polícia Civil de Coxim prendeu os autores e elucidou um homicídio ocorrido na noite deste domingo (12), na rua Girassol, no bairro Vila Bela em Coxim.

De acordo com a Delegada Silva Elaine Girardi, responsável pelo caso, após o crime a equipe de investigadores da Polícia Civil começou a ouvir testemunhas e relatos até chegar ao nome de Francisco Silveira Andrade, de 37 anos, apontado como principal suspeito de matar o idoso Sebastião de Araújo Feitosa, de 73 anos.

Andrade foi preso por volta das 9 horas em um bar ao lado da residência onde ele esfaqueou o idoso. Ele foi encaminhado para Delegacia de Polícia Civil e inicialmente negou os fatos. Após ser confrontado pelas evidências, Andrade confessou que esfaqueou a vítima com uma faca de cozinha. Ele disse também que não agiu sozinho e apontou Jhonatan de Matos Sales, de 21 anos como coautor do homicídio.

Segundo Andrade, ele e Sales ingeriam bebida alcoólica em um bar quando decidiram que matariam o idoso. Em seguida foram até a residência da vítima e Andrade desferiu as facadas enquanto Sales, que já tinha uma rixa antiga com o idoso, ficou assistindo. Após o crime, Sales lavou e escondeu a faca e ambos retornaram ao bar, continuaram bebendo e só fugiram após perceber a presença da polícia.

Sales foi preso por volta das 11 horas na casa da avó dele, que também fica localizada na rua Girassol, no bairro Vila Bela. Eles foram ouvidos pela delegada e responderão por homicídio qualificado, por motivo fútil e sem dar chance de defesa à vitima. Uma reconstituição do crime está prevista para as 16 horas desta segunda-feira..

Felpuda


Sindicalista defende o fim de mordomias e privilégios dos políticos e dos integrantes de outros Poderes, conforme divulgação feita por sua assessoria. Para ele, está na hora de se colocar um basta nessa situação, questionando, inclusive, o número de parlamentares e de assessores. Entretanto, não demonstra a mesma aversão por aqueles dirigentes de sindicatos que se perpetuam no poder e que comandam mais de uma entidade, assim como ele. Afinal, o exemplo deve vir de casa, né?