RIO GRANDE DO SUL

Dois dias após fugir com aluna de 14 anos, professor se entrega

Dois dias após fugir com aluna de 14 anos, professor se entrega
24/06/2012 21:00 - g1


Durou aproximadamente 48 horas o pesadelo da família de uma adolescente de 14 anos que fugiu com um professor de 46 anos na sexta-feira (22), em Alvorada, na Região Metropolitana de Porto Alegre. Na ocasião, o homem pediu demissão da escola onde trabalhava e em seguida levou a aluna do ensino médio. Para conseguir deixar a aula, a menina enganou o monitor que controla as saídas do colégio. Neste domingo (24), o homem se entregou à polícia na companhia da garota.

Ele foi agredido pelos familiares da adolescente e encaminhado sob custódia da Brigada Militar ao hospital de Alvorada. Assim que for liberado, ele deve retornar à Delegacia de Pronto Atendimento do município, onde prestará depoimento.

A avó da menina, Conceição Melo, disse ao G1 que familiares e amigos farão um protesto em frente à escola na manhã desta segunda-feira (25). A intenção é impedir a entrada dos alunos no colégio.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".