Sábado, 16 de Dezembro de 2017

Doações a Delúbio superam metade da multa e PT agradece militância

28 JAN 2014Por g107h:00

A Executiva Nacional do PT divulgou nota oficial nesta segunda-feira (27) para agradecer a contribuição da militância do partido nas campanhas de arrecadação de recursos para pagar as multas impostas pelo Supremo Tribunal Federal (STF) aos quatro petistas condenados no julgamento do mensalão. Após a bem-sucedida campanha promovida pela família do ex-deputado José Genoino (PT-SP), o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares já obteve, em menos de uma semana, mais da metade do valor necessário para quitar a multa de R$ 466,8 mil.

O comunicado assinado pelos dirigentes petistas criticou a sentença imposta pelos ministros da Suprema Corte. Na visão da Executiva do PT, as multas aplicadas são “injustas e desproporcionais”.

“Queremos nos congratular com a militância que, solidariamente, vem contribuindo para pagar as multas, injustas e desproporcionais, impostas aos companheiros condenados na Ação Penal 470 do STF [processo do mensalão], diz a nota da direção petista.

As arrecadações para ajudar os condenados no mensalão começaram com a iniciativa da família do ex-deputado José Genoino (SP). Por meio de um site lançado em 9 de janeiro, foram arrecadados, em menos de duas semanas, R$ 761,9 mil para pagar os R$ 667,5 mil de multa determinados pela Justiça. Genoino foi condenado pelo Supremo a 6 anos e 11 meses de prisão, além do pagamento de multa.

Inspirados no caso de Genoíno, os petistas João Paulo Cunha, Delúbio Soares e José Dirceu também decidiram abrir sites na internet para arrecadar dinheiro.

Condenado a 10 anos e 10 meses de prisão, o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu terá que pagar R$ 676 mil. A Vara de Execuções Penais do Distrito Federal ainda precisa intimar o petista ao pagamento e corrigir o valor da multa com base na inflação.

O ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares já foi intimado pela Vara a pagar multa de R$ 466,8 mil. Até a última atualização desta reportagem, o ex-dirigente petista já havia arrecadado R$ 242,4 mil, mais da metade do valor necessário para pagar a multa.

O deputado federal João Paulo Cunha (PT-SP) ainda não foi preso e a multa prevista na ocasião da condenação pelo STF era de R$ 370 mil, valor que ainda sofrerá alteração no momento da aplicação da pena.

Reeleição de Dilma
A nota da executiva petista também aponta como “objetivo inarredável” da sigla a reeleição da presidente Dilma Rousseff. “O Partido dos Trabalhadores inicia 2014 com um objetivo inarredável: a reeleição da presidenta Dilma Rousseff, para consolidar e fazer avançar o projeto de transformações econômicas, sociais, políticas e culturais, inaugurado com a vitória do presidente Lula em 2002”, diz a nota.

O texto também pede ampliação das alianças e dos vínculos com o movimento popular. “É necessário, agora e durante a campanha, estreitar os vínculos com o movimento sindical e popular; ampliar as alianças e fortalecer as relações com os partidos da base de sustentação ao governo; intensificar o diálogo, bem como apresentar um programa capaz de corresponder às aspirações, reivindicações, sonhos e expectativas de mudanças.”

Leia Também