Campo Grande - MS, sábado, 18 de agosto de 2018

Preso

Divórcio de goleiro Bruno que está preso, será amigável

7 MAI 2011Por uol04h:00

O divórcio entre o goleiro Bruno Souza, preso há dez meses na Penitenciária de Segurança Máxima Nelson Hungria, em Contagem (MG), e a sua ex-mulher Dayanne de Souza deverá ser consensual, segundo informou o advogado dela, Francisco Simim.

O casal é réu em processo sobre o desaparecimento de Eliza Samudio, ex-amante do atleta. Dayanne responde em liberdade e visitou o goleiro pela primeira vez nesta quinta-feira (5) na unidade prisional, acompanhada das duas filhas que tem com o goleiro.

De acordo com Simim, o assunto já vem sendo discutido há mais tempo, mas ontem os dois iniciaram entendimento para pôr em prática a separação. O advogado disse que vai pedir pensão alimentícia para as duas filhas no mesmo patamar (17,5% da renda do atleta) que foi concedido pela 1ª Vara de Família da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, ao suposto filho do jogador com Eliza Samudio. Nessa vara corre processo sobre reconhecimento de paternidade da criança.

“A Dayanne conversou em separado com o Bruno e tratou do divórcio e da venda do sítio deles (localizado em Esmeraldas - MG). Está caminhando para um divórcio consensual. Nós vamos fazer mais umas duas ou três reuniões para decidir sobre a questão alimentícia”, afirmou o advogado.

Segundo ele, o trâmite vai ser feito em uma das varas de família do Fórum Lafayette, em Belo Horizonte.

“A situação, nesse ponto, é um pouco complicada, porque a Justiça já determinou essa pensão lá no Rio de Janeiro, então não pode ser menos aqui, porque afinal são duas meninas. Mas nós vamos voltar a conversar com ele, não quero prejudicá-lo”, explicou Simim.

Desde que foi permitida a entrada de pessoas previamente cadastradas na penitenciária para visitas ao jogador, ele tem se encontrado com parentes e com a dentista carioca Ingrid Oliveira, que se apresenta como noiva dele.

Leia Também