Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

seu bolso

Dívidas das famílias de MS com bancos somam R$ 21,5 bi, informa BC

30 DEZ 13 - 00h:00DA REDAÇÃO

Para quitar toda a dívida das famílias com os bancos, cada sul-mato-grossense teria de desembolsar R$ 8,5 mil. Esse é o valor médio por habitante (2,5 milhões de pessoas) de uma conta que soma R$ 21,52 bilhões, conforme o Banco Central. Em relação ao ano passado, o montante está 21,72% maior. De acordo com matéria publicada na edição do hoje (30) do jornal Correio do Estado, a diferença, que em números absolutos é de R$ 3,84 bilhões, resulta da combinação entre melhoria de renda, facilidade de crédito, má administração das finanças e taxas de juros salgadas, que chegam a 989% ao ano.

O valor devido pelas pessoas físicas é 20,9% superior aos débitos das empresas, que totalizam R$ 17,8 bilhões, de acordo com dados do Banco Central relativos a outubro (último levantamento). No mesmo mês de 2012, a dívida das famílias era de R$ 17,68 bilhões. A conta cresceu R$ 320 milhões em média por mês.

Essa situação resulta de uma indisciplina no tratamento das finanças pessoais, provocada por fatores diversos, conforme o economista Sérgio Bastos. Para ele, as pessoas passaram a ter, nos últimos anos, percepção de aumento de renda acima da melhoria real. Isso provocou sensação de poder de compra além da capacidade de endividamento das famílias. “Muitos se sentiram empoderados para fazer novas dívidas”, observa o economista. A reportagem é de Osvaldo Júnior.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

CORREIO DO ESTADO

Confira o editorial desta terça-feira: "O outro lado da fronteira"

ARTIGO

Thiago Gomes da Silva: "A quem a cota zero não interessa"

Jornalista e advogado
OPINIÃO

Joel Mesquisa: "O Brasil de hoje"

Sociólogo

Felpuda

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião