Campo Grande - MS, quinta, 16 de agosto de 2018

Dívidas ao poder judiciário poderão ser pagas com cartão

5 MAI 2011Por terra00h:44

Os Tribunais Regionais do Trabalho (TRTs) e os Tribunais de Justiça (TJs) começaram a implantar máquinas de cartão de crédito e débito para que os pagamentos ao Poder Judiciário possam ser feitos com cartão. A medida irá facilitar, por exemplo, que o devedor parcele o valor devido durante audiência de conciliação, o que garante que o credor receba o valor.

Segundo o juiz responsável pelo projeto, Marlos Augusto Melek "é uma forma de o Judiciário se tualizar, abreviar os processos tornando-os mais baratos, diminuindo logística e complexidade, viabilizando execuções, e prevenindo recursos por outros incidentes processuais, além de prevenir, ainda, fraudes nos pagamentos"

O projeto piloto será desenvolvido no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 8ª Região, no Pará, que solicitou o apoio do Conselho Nacional de Justiça CNJ na implantação das máquinas. No início, o projeto será colocado em prática na Justiça do Trabalho, mas, em breve, será estendido a todo o Judiciário, inclusive aos Juizados Especiais. A Caixa Econômica Federal será parceira do Judiciário desde a implantação do projeto, e já há negociações para, em uma segunda etapa, incluir como parceiro também o Banco do Brasil.

Leia Também