Campo Grande - MS, sábado, 18 de agosto de 2018

CONTAS

Dívida pública sobe 1,39% em março

25 ABR 2011Por G114h:40

A dívida pública federal, o que inclui os endividamentos interno e externo, subiu 1,39% em março deste ano, quando atingiu o valor de R$ 1,69 trilhão, informou nesta segunda-feira (25) a Secretaria do Tesouro Nacional. Em fevereiro, a dívida estava em R$ 1,67 trilhão. Ao todo, a dívida pública avançou cerca de R$ 24 bilhões no mês passado. Dívida pública pode subir até R$ 236 bilhões em 2011, para R$ 1,93 trilhão De acodo com o Tesouro Nacional, o crescimento da dívida pública em março deste ano se deve à apropriação de juros de R$ 16,3 bilhões no mês passado. Ao mesmo tempo, também houve uma emissão líquida (acima do volume dos resgates de papéis) de R$ 6,87 bilhões - o que inclui as emissões diretas para a capitalização do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

De acordo com o governo, a emissão de papéis, para capitalizar o BNDES, foi de R$ 5,2 bilhões. Trata-se da última parcela do valor acordado em 2010 por conta da operação da Petrobras. Além disso, há outros R$ 55 bilhões previstos para este ano, para o banco público, conforme promessa do ministro da Fazenda, Guido Mantega. Nos últimos dois anos, o banco público recebeu quase R$ 200 bilhões em empréstimos do Tesouro Nacional.

Dívidas interna e externa
No caso da dívida interna, segundo informou o Tesouro Nacional, foi registrado um crescimento de 1,61% em março, para R$ 1,61 trilhão. Em janeiro, a dívida interna estava em R$ 1,58 trilhão. Já a dívida externa brasileira, resultado da emissão de bônus soberanos no mercado internacional e de contratos firmados no passado, o governo contabilizou uma queda de 2,63% em março, para R$ 83,53 bilhões. Em fevereiro deste ano, o estoque da dívida externa estava em R$ 85,79 bilhões.

Previsão para 2011
A expectativa da Secretaria do Tesouro Nacional para este ano é de um crescimento de até R$ 236 bilhões na dívida pública, para R$ 1,93 trilhão. O Plano Anual de Financiamento (PAF) da dívida pública em 2011 prevê um patamar entre R$ 1,8 trilhão, o que representaria um crescimento de R$ 106 bilhões, e R$ 1,93 trilhão (expansão de R$ 236 bilhões), para a dívida pública brasileira no fim deste ano.
 

Leia Também