Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

EL SALVADOR

Disputa acirrada faz tribunal adiar resultado

Disputa acirrada faz tribunal adiar resultado
11/03/2014 02:00 - FOLHAPRESS


O Tribunal Supremo Eleitoral de El Salvador informou hoje que esperará a recontagem dos votos para anunciar o vencedor da eleição presidencial do país, cujo segundo turno foi realizado ontem.

Segundo os resultados preliminares, o governista Salvador Sánchez Cerén venceu o pleito com 50,11% dos votos, uma diferença de apenas 6.634 votos em relação ao opositor Norman Quijano.

O resultado foi pior que os dez pontos de vantagem obtidos no primeiro turno em relação a Quijano, prefeito da capital San Salvador e membro da direitista Aliança Republicana Nacionalista (Arena).

O presidente do Tribunal Supremo Eleitoral, Eugenio Chicas, ordenou às agremiações que não cantassem vitória. "Diante do resultado acirrado, nenhum partido deve se manifestar: ninguém deve se proclamar vencedor."

Mesmo com os números apertados, os dois se anunciaram vencedores. Em nota, Quijano disse que houve fraude no pleito. "Não há tribunal que invalide nossa vitória. Nossas Forças Armadas estão a par dessa fraude que estão armando."

Os resultados finais deverão ser anunciados até sexta-feira. O novo presidente deverá tomar posse em 1º de julho.
 

Felpuda


O desgaste de antigas lideranças nacionais, com reflexo em nível local, é a maior preocupação dos dirigentes de partidos para as eleições deste ano, que terá reflexo em 2022. Em épocas passadas, essas figurinhas cruzavam os céus do País para visitarem os municípios e pedirem que a população votasse em seus ungidos. Agora, com pendências judiciais e poder enfraquecido, dificilmente seriam convidadas. A pandemia, que resultou no isolamento social, foi a pá de cal.