Campo Grande - MS, sábado, 18 de agosto de 2018

PONTA PORÃ

Discussão no trânsito acaba em homicídio na fronteira

21 MAR 2011Por Edilson José Alves18h:10

Uma suposta discussão de trânsito acabou em morte na noite de sábado passado em um bairro de Ponta Porã. A vítima é um motorista de caminhão que retornava do trabalho e foi pedir ao autor para desobstruir a via que estava interrompida por um veículo mal estacionado. Após atirar quatro vezes contra o caminhoneiro o autor fugiu e até ontem à tarde não tinha sido localizado pela Polícia Civil.
Conforme as informações policiais, Dílson Laurindo Viana, de 40 anos, foi morto por volta das 19h40min., depois de ser alvejado com quatro tiros de revólver, que teriam sido disparados por Ruben Dário Nuñez, que estaria embriagado e fugiu logo após balear a vítima com três tiros na cabeça e um na perna.
Conforme as informações da Polícia Militar, Dílson seguia pela rua Cajamanga, no bairro Residencial Ponta Porã, quando na altura do número 88 teve que parar em virtude de no local estar um Ford Pampa mal estacionado. Ele desceu e foi até o motorista e perguntou se ele poderia liberar a passagem.
Ruben Dário não gostou de ser chamado e correu até uma casa nas imediações, pegou um revólver e retornou. Ao avistar o motorista ainda no local, disparou quatro vezes, acertando a vítima três vezes na cabeça e uma na perna. Em seguida ele empurrou o Pampa e tentou fugir, mas o veículo apresentou problemas mecânicos e ele acabou fugindo a pé.
Populares acionaram o Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar. Dílson Laurindo foi encaminhado ao Hospital Regional de Ponta Porã, mas em virtude da gravidade dos ferimentos, foi transferido para o Hospital da Vida, em Dourados, onde acabou morrendo.
No carro do suposto autor do crime os policiais encontraram seis latas de cervejas, sendo duas vazias. O Pampa e o material apreendido foram encaminhados para o 1º Distrito Policial de Ponta Porã, que instaurou inquérito para apurar o crime.

Leia Também