Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

domingo, 17 de fevereiro de 2019 - 14h58min

Discursos de independência marcam a reeleição de Siufi

4 MAR 10 - 05h:02
Discursos de ex-opositores da atual diretoria, destacando a “independência do Legislativo Municipal”, marcaram a sessão especial realizada ontem na Câmara dos Vereadores, que reelegeu Paulo Siufi (PMDB) à presidência da Mesa Diretora. Por unanimidade, nove meses antes do fim da atual gestão, os outros 20 vereadores concederam a Siufi mais dois anos na presidência, a partir de 2011. A sessão de eleição foi presidida por Marcelo Bluma (PV), que integrava a chapa de oposição no pleito anterior. E a maioria dos discursos foi de vereadores que também eram adversários do atual presidente. Grazielle Machado (PR), por exemplo, antes contrária à eleição de Siufi, ontem declarou seu voto à reeleição afirmando: “É melhor voltar atrás do que se perder no caminho”. Dirigindose ao reeleito, Grazielle frisou esperar que ele “possa honrar compromissos com cada vereador”. A vereadora contou que não esperava que Siufi, primo do prefeito, pudesse conduzir a Casa independente, mas acabou convencida. Thais Helena (PT), que como Bluma integrou a chapa de oposição, alegou a “independência que não via na Câmara há anos” como motivo para passar a apoiar Siufi. “Realmente duvidei, Paulo, não de você, mas se não seria continuar a gestão anterior, quando muitas vezes fui tolhida de exercer meu mandato”, afirmou a petista. “Nos primeiros seis meses não vi diferença, mas a partir do segundo semestre mudou. Meus projetos e requerimentos passaram a ser aceitos”, relatou. Cristóvão Silveira (PSDB), que havia disputado a presidência contra Siufi, elogiou a articulação do ex-oponente e disse não tratar de embates da Câmara como assunto de foro pessoal. Paulo Pedra (PDT), outro da antiga chapa opositora, elogiou o reeleito por articular a unanimidade. Pedra, porém, fez questão de anunciar na tribuna o acordo: integrantes da diretoria eleita ontem não poderão disputar as eleições de outubro. Lídio Lopes (PP), por exemplo, abriu mão de ser candidato a deputado estadual para assumir a 1ª vice-presidência da futura Mesa. Questionado se antecipou a eleição de dezembro para este mês por temer perder apoio do prefeito Nelsinho Trad (PMDB) a seu projeto, Siufi respondeu: “Da outra vez tive apoio parcial. O prefeito dizia que a outra chapa (encabeçada por Silveira) também tinha seu apoio. Ele até me pediu pra repensar a candidatura, devido à aliança com o PSDB. Quando soube que eu havia assegurado maioria dos votos, disse pra ir ao combate. Ele nunca nos abandonou, mas respeita o Legislativo”, respondeu. Além do presidente Paulo Siufi, a chapa eleita ontem é integrada por Lídio Lopes (PP), 1º vice-presidente; Carlão (PSB), 3º vice-presidente; João Rocha (PSDB), primeiro-secretário; e Jamal Salém (PR) como segundo- secretário.
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Nenhum candidato se atrasa para concurso de Magistério
PROVA

Nenhum candidato se atrasa para concurso de Magistério

Deputados temem estoque
IMPORTAÇÃO

Deputados temem estoque "monstruoso" de leite da UE

Operação da PM aborda 117 pessoas   e apreende drogas durante a noite
OPERAÇÃO SATURAÇÃO

PM aborda 117 pessoas e apreende drogas

Anta é fotografada de madrugada   ao cruzar rua de shopping
SHOPPING

Anta é fotografada
ao cruzar rua movimentada

Mais Lidas