Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ELEIÇÕES 2014

Dirigente do PT aprovou texto com críticas a Campos

Dirigente do PT aprovou texto com críticas a Campos
08/01/2014 18:15 - FOLHA PRESS


O texto publicado na página oficial do PT no Facebook com duras críticas ao governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), recebeu o aval do vice-presidente nacional da sigla, Alberto Cantalice, responsável pelo setor de mídias sociais do partido.

Segundo lideranças petistas, Cantalice aprovou o texto enviado pela equipe que administra a conta do PT no Facebook antes que ele entrasse no ar, mas não achou que a repercussão seria tão grande.

O vice-presidente petista não identifica o autor do texto e diz que ele foi produzido "pela equipe que cuida do Facebook" e pondera que o que foi escrito "não representa a posição oficial do partido". "O autor é a equipe, não alguém específico. As notas oficiais são discutidas sempre em reunião e assinadas pela direção do PT. Não foi esse caso", afirmou Cantalice.

Ainda de acordo com o vice-presidente do PT, o artigo é "fruto de uma insatisfação" e uma "resposta às críticas" que Campos tem feito a Dilma em seus perfis nas redes sociais. Recentemente, o governador ironizou a tentativa do governo federal de tentar baixar os preços das passagens de avião durante a Copa do Mundo.

Balada de Campos

Ontem o PT nacional publicou um texto intitulado "A balada de Eduardo Campos". O artigo diz, entre outros ataques, que o governador é um "tolo", "playboy mimado" e que "vendeu a alma à oposição" ao descartar aliança com o PT e decidir se lançar ao Palácio do Planalto.

Além de criticar Campos, o texto fez ataques à ex-senadora Marina Silva (PSB), neoaliada de Campos, chamando-a de "ovo da serpente". Segundo o artigo, Marina virou uma "pedra no sapato", em referência às divergências entre os dois frente à política de alianças adotada pelo PSB.

A publicação do artigo causou diversas reações no PSB. Em resposta, Campos escreveu hoje em sua página na mesma rede social sobre "o ataque covarde" do partido da presidente Dilma.

O vice-presidente do PSB e líder do partido na Câmara dos Deputados, Beto Albuquerque (RS), que havia rebatido o texto em sua conta no Twitter logo após a publicação, divulgou nota no site do PSB em que dizia que o PT se tornou uma "seita fundamentalista".  

Felpuda


As pré-candidaturas bizarras estão se espalhando nas redes sociais, nos perfis de quem acredita que esse tipo de “campanha eleitoral” poderá resultar em votos e até levar à conquista de uma vaga na Câmara Municipal de Campo Grande. Se antes isso era visto apenas no horário eleitoral na TV, agora está se espalhado como erva daninha nas redes. Como diria vovó: “Esse povo ainda se acha!” Afe!