segunda, 23 de julho de 2018

TEMPORADA 2011

Dirigente do Internacional admite deficiênca no ataque e busca opções

27 DEZ 2010Por ARLINDO FLORENTINO19h:02

O próximo vice-presidente do Internacional, Roberto Sigmann, admitiu que o elenco do técnico Celso Roth sofre pela falta de opções ofensivas. Como exemplo, ele lembrou a derrota para o Mazembe, por 2 a 0, que eliminou o Colorado na semifinal do Mundial de Clubes da Fifa.

No momento, o comandante pode contar apenas com Leandro Damião, Marquinhos e Rafael Sóbis, além de Alecssandro e Edu, que devem ser negociados. O também avançado Ilan já foi liberado pelo clube.

"Não posso negar que há uma carência no setor ofensivo do Inter. O time chega, mas é pouco produtivo. Basta que se pegue o jogo contra o Mazembe, quando chegamos seis vezes e não marcamos. Eles chegaram duas e marcaram", argumentou.

Buscando um atacante, a direção colorada deve se desfazer de pelo menos mais dois. Um deles será Alecssandro que, segundo a publicação gaúcha, tem sondagens de Atlético-MG, Corinthians, Palmeiras e Al-Gharafa (CAT). O outro é Edu.

"O que posso dizer é que tem alguns jogadores do Inter, como o Alecssandro, o Edu e o (zagueiro) Sorondo, que têm mercado. Nós já estamos recebendo ofertas em relação a esses jogadores e isso será analisado em uma possibilidade maior, envolvendo trocas com outros jogadores", explicou.

Novo presidente nega especulações sobre Ricardo Oliveira

Segundo o presidente eleito do Internacional, Giovanni Luigi, o Colorado não está interessado no atacante Ricardo Oliveira, do Al-Jazira (EAU). A carência ofensiva do elenco colorado é grande, e o vice-presidente Roberto Sigmannjá admitiu a necessidade de reforçar o setor.

Ricardo Oliveira, porém, não está nos planos. "Não estamos tratando nada sobre o Ricardo Oliveira. Acompanhamos as informações apenas pela imprensa", revelou Luigi.

Segundo o futuro mandatário colorado, a aposta do Inter será nas categorias de base. Jovens como Dalton, Massari, Marquinhos, Augusto e Guto estão treinando visando às primeiras partidas do Campeonato Gaúcho.

"Trabalhamos de forma silenciosa. O Inter é sempre prudente e vamos manter essa postura. Acreditamos também que o reforço está na categoria de base", completou.

Qualquer contratação que o Colorado fechar só será anunciada após a posse de Luigi, em 3 de janeiro. Os objetivos são um centroavante, um atacante de velocidade e um volante.
 

Leia Também