Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, sábado, 17 de novembro de 2018

bando armado

Diretora de jornal é espancada
em canavial de Guaíra

3 SET 2012Por G101h:00

A diretora do semanal “O Jornal” de Guaíra (SP), Menize Taniguti, de 30 anos, foi agredida na manhã do último sábado (1) na Rodovia Assis Chateaubriand (SP-425), quando transportava 5 mil exemplares que haviam sido impressos em Barretos (SP). O bando teria espancado a jornalista e roubado todos os jornais, que seriam distribuídos neste final de semana.

Monize contou que os suspeitos estavam em dois carros e a cercaram ainda na rodovia, ordenando que parasse o veículo no acostamento. Um dos homens, que estava armado, teria assumido a direção e obrigado a jornalista a tomar um comprimido. “Eu fiquei muito nervosa porque ele me batia no braço e no rosto o tempo todo e, aos poucos, fui ficando tonta e sem forças”, afirmou.

A quadrilha teria levado Monize até um canavial, onde fizeram com que descesse do carro e se ajoelhasse. Ela disse ter permanecido nessa posição enquanto os suspeitos recolhiam os jornais que estavam no porta-malas do carro dela e os colocavam em outro veículo. A jornalista também afirmou que, durante toda a ação, sofreu agressões e ameaças.

Por telefone, Monize disse acreditar que o atentado tem relação com denúncias políticas que vem publicando nos últimos cinco meses, desde que assumiu a direção do jornal. “Eles me batiam, xingavam e diziam: 'Isso é para você aprender, para ver com quem você está mexendo. Abre seu olho'”, relatou.

Polícia
O caso foi registrado na delegacia de Guaíra como roubo seguido de agressão. O escrivão Luiz Valério confirmou o relato da vítima, mas disse que ainda não há suspeitos. As investigações devem começar hoje (3).

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também