Campo Grande - MS, segunda, 20 de agosto de 2018

CONFORME VALOR

Dinheiro perde força como forma de pagamento

29 MAR 2011Por infomoney00h:01

Dependendo do valor, o dinheiro perde representatividade entre as formas de pagamentos mais utilizadas pelos consumidores, segundo revelam dados divulgados pelo BC (Banco Central).

O levantamento, intitulado “O Brasileiro e sua Relação com o Dinheiro”, aponta que, para os valores acima de R$ 50, mais de um terço da população utiliza outras formas de pagamento, principalmente cartão de crédito, sendo que, nas classes A e B, o uso de outros meios de pagamentos é ainda maior.

Para pagamentos entre R$ 50 e R$ 100, por exemplo, as outras formas de pagamento respondem por 36% das compras, enquanto que, para valores entre R$ 20 e R$ 50, este percentual cai para 22%. Nas classes mais altas, tais percentuais são de 54% e 32%, respectivamente,

Tipo de produto
Por tipo de produto, o levantamento aponta que o uso do dinheiro é menos frequente nas compras de super e hipermercados, eletrodomésticos e roupas e calçados. Para estes produtos o cartão de crédito ou débito estão mais presentes, sobretudo nas classes AB.

O uso de outras formas de pagamento equivale a 37% nos super e hipermercados, 39% nas compras de eletrodomésticos e 40% nas de calçados.

Na hora de pagar as contas na padaria, o aluguel e o condomínio, os gastos com educação, no mercadinho e as contas de consumo, os outros meios de pagamentos, como cartões e cheques, são praticamento deixados de lado, sendo utilizado por menos de 18% da população.
 

Leia Também