Segunda, 11 de Dezembro de 2017

Dilma terá semana repleta de viagens

18 JAN 2014Por G107h:00

A presidente Dilma Rousseff passará parte da próxima semana em viagens nacionais e internacionais. Na última sexta, ela fez a primeira viagem oficial de 2014, em visita a Belo Horizonte. A última viagem internacional foi em dezembro, para os funerais de Nelson Mandela, na África do Sul.

Dilma começará o roteiro da próxima semana em Natal, onde na quarta-feira (22) vai inaugurar a Arena das Dunas, estádio construído para a Copa. Depois seguirá para a Suíça, para participar do Fórum Econômico de Davos e de reunião na sede da Fifa (Federação Internacional de Futebol) e terminará o roteiro em Cuba, no encontro da Comunidade dos Estados Latinoamericanos e Caribenhos (Celac).

Em Natal, a presidente participará na quarta, às 16h, da cerimônia de inauguração do estádio que sediará jogos da Copa do Mundo na capital potiguar. Também participam a governadora, Rosalba Ciarlini, o prefeito Carlos Eduardo e o secretário-geral da Fifa, Jerôme Valcke.

De Natal, no mesmo dia, Dilma seguirá diretamente para Zurique, na Suíça. O primeiro compromisso oficial será na quinta-feira – uma reunião com o presidente da Fifa, Joseph Blatter, ainda sem horário definido. A agenda para o restante do dia ainda está em aberto.

Na sexta, a presidente segue para Davos. Em meio a críticas à política econômica de seu governo, ela conversará com empresários e investidores internacionais no Fórum Econômico Mundial de Davos. Dilma também faz uma palestra nesse dia.

Integrarão a comitiva em Davos os ministros de Relações Exteriores, Luiz Figueiredo e de Comunicação Social, Helena Chagas, além do assessor especial da Presidência para Assuntos Internacionais, Marco Aurélio Garcia. O ministro da Fazenda, Guido Mantega, e o presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, devem chegar antes da comitiva.

A previsão é que Dilma volte para Zurique para passar a noite. De lá, seguirá para Havana, em Cuba. Segundo a assessoria de imprensa da Presidência, ainda não se sabe se ela irá no sábado (25) ou no domingo (26).

Celac
O encontro em Cuba será o segundo da Celac. O tema principal serão as ações contra a pobreza, a fome e as desigualdades na América Latina e Caribe. De acordo com a Comissão Econômica para América Latina e Caribe (Cepal), de 2002 a 2012, o percentual de pessoas vivendo na pobreza na região diminuiu de 42% para 22%. Já o de pessoas vivendo na extrema pobreza caiu oito pontos percentuais no mesmo período.

As reuniões entre chefes de estado acontecerão entre os dias 28 e 29, informou o Itamaraty. Durante os encontros, será elaborada uma declaração política oficial, e comunicados oficiais sobre temas específicos.

Segundo o Itamaraty, alguns dos temas que podem ser abordados são o combate ao terrorismo, uma agenda de desenvolvimento após 2015, relacionada aos assuntos tratados na Rio +20 e sobre o embargo dos Estados Unidos à Cuba.

Lá também serão lançadas as bases para um foro de cooperação entre a Celac e a China. Dilma deve retornar ao Brasil no dia 29.

Antes de iniciar seu roteiro de viagens, Dilma se reunirá na terça-feira (21), em Brasília, com o presidente do Comitê Olímpico Internacional, Thomaz Bach. No mesmo dia, encontra-se com o arcebispo do Rio de Janeiro, recém-nomeado cardeal, Dom Orani Tempesta.

Leia Também