Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Dilma terá semana repleta de viagens

18 JAN 14 - 07h:00G1

A presidente Dilma Rousseff passará parte da próxima semana em viagens nacionais e internacionais. Na última sexta, ela fez a primeira viagem oficial de 2014, em visita a Belo Horizonte. A última viagem internacional foi em dezembro, para os funerais de Nelson Mandela, na África do Sul.

Dilma começará o roteiro da próxima semana em Natal, onde na quarta-feira (22) vai inaugurar a Arena das Dunas, estádio construído para a Copa. Depois seguirá para a Suíça, para participar do Fórum Econômico de Davos e de reunião na sede da Fifa (Federação Internacional de Futebol) e terminará o roteiro em Cuba, no encontro da Comunidade dos Estados Latinoamericanos e Caribenhos (Celac).

Em Natal, a presidente participará na quarta, às 16h, da cerimônia de inauguração do estádio que sediará jogos da Copa do Mundo na capital potiguar. Também participam a governadora, Rosalba Ciarlini, o prefeito Carlos Eduardo e o secretário-geral da Fifa, Jerôme Valcke.

De Natal, no mesmo dia, Dilma seguirá diretamente para Zurique, na Suíça. O primeiro compromisso oficial será na quinta-feira – uma reunião com o presidente da Fifa, Joseph Blatter, ainda sem horário definido. A agenda para o restante do dia ainda está em aberto.

Na sexta, a presidente segue para Davos. Em meio a críticas à política econômica de seu governo, ela conversará com empresários e investidores internacionais no Fórum Econômico Mundial de Davos. Dilma também faz uma palestra nesse dia.

Integrarão a comitiva em Davos os ministros de Relações Exteriores, Luiz Figueiredo e de Comunicação Social, Helena Chagas, além do assessor especial da Presidência para Assuntos Internacionais, Marco Aurélio Garcia. O ministro da Fazenda, Guido Mantega, e o presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, devem chegar antes da comitiva.

A previsão é que Dilma volte para Zurique para passar a noite. De lá, seguirá para Havana, em Cuba. Segundo a assessoria de imprensa da Presidência, ainda não se sabe se ela irá no sábado (25) ou no domingo (26).

Celac
O encontro em Cuba será o segundo da Celac. O tema principal serão as ações contra a pobreza, a fome e as desigualdades na América Latina e Caribe. De acordo com a Comissão Econômica para América Latina e Caribe (Cepal), de 2002 a 2012, o percentual de pessoas vivendo na pobreza na região diminuiu de 42% para 22%. Já o de pessoas vivendo na extrema pobreza caiu oito pontos percentuais no mesmo período.

As reuniões entre chefes de estado acontecerão entre os dias 28 e 29, informou o Itamaraty. Durante os encontros, será elaborada uma declaração política oficial, e comunicados oficiais sobre temas específicos.

Segundo o Itamaraty, alguns dos temas que podem ser abordados são o combate ao terrorismo, uma agenda de desenvolvimento após 2015, relacionada aos assuntos tratados na Rio +20 e sobre o embargo dos Estados Unidos à Cuba.

Lá também serão lançadas as bases para um foro de cooperação entre a Celac e a China. Dilma deve retornar ao Brasil no dia 29.

Antes de iniciar seu roteiro de viagens, Dilma se reunirá na terça-feira (21), em Brasília, com o presidente do Comitê Olímpico Internacional, Thomaz Bach. No mesmo dia, encontra-se com o arcebispo do Rio de Janeiro, recém-nomeado cardeal, Dom Orani Tempesta.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

ECONOMIA

Pan, BMG e Bradesco lideram ranking de reclamações contra bancos do BC

ECONOMIA

Superintendência do Cade decide arquivar inquérito contra bandeiras de cartões

BRASIL

Quadrilha desviava cartões de crédito remetidos pelos Correios

Estado restaura as MS-164 e MS-384, vias de escoamento e integração da fronteira
TRANSPORTES

Estado restaura as MS-164 e MS-384, vias de escoamento e integração da fronteira

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião