Dilma lança programa de prevenção de desastres na próxima semana

Dilma lança programa de prevenção de desastres na próxima semana
17/07/2012 07:00 - terra


A presidente Dilma Rousseff lançará na próxima semana um programa de prevenção de desastres naturais que inclui ações contra enchentes e deslizamentos. Os valores do chamado PAC Prevenções ainda não foram fechados. O programa envolve diversos ministérios e deve ser lançado na próxima terça-feira.

O plano visa evitar a repetição das tragédias provocadas pelas tradicionais fortes chuvas de verão, que causam mortes por inundações e deslizamentos em diversas cidades brasileiras, sobretudo nas regiões Sul e Sudeste. No verão de 2011, fortes temporais causaram deslizamentos na região serrana do Rio de Janeiro e mais de 800 pessoas morreram no que foi considerado o pior desastre climático do Brasil. O governo anunciou um programa de alertas de desastres após o desastre no Rio, mas partes do projeto não puderam ser usadas no verão deste ano.

O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB), reuniu-se com os ministros Gleisi Hoffmann (Casa Civil), Ideli Salvatti (Relações Institucionais), Miriam Belchior (Planejamento), Aguinaldo Ribeiro (Cidades), Fernando Bezerra (Integração Nacional) e Jorge Hage (Controladoria Geral da União) para apresentar obras em andamento e que serão realizadas para prevenir a ocorrência dos desastres.

Cabral se disse "satisfeito" com o plano, mas disse que ele "não é um passe de mágica" para impedir novos desastres no Estado do Rio de Janeiro. O programa envolve ações da Defesa Civil e do Ministério de Ciência e Tecnologia, além de obras de encostas e dragagem de rios, disse Cabral.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".