segunda, 16 de julho de 2018

EQUIPE

Dilma diz que escolha da equipe econômica tem objetivo de continuidade

24 NOV 2010Por AGÊNCIA BRASIL 15h:09

A presidenta eleita, Dilma Rousseff, justificou, por meio de nota oficial, a escolha de sua equipe econômica como uma forma de assegurar a continuidade da política econômica desenvolvida durante o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

A nota confirma a indicação do atual ministro da Fazenda, Guido Mantega, para permanecer a frente da pasta e o convite a Miriam Belchior, coordenadora do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), para assumir a pasta do Planejamento.

A nota também confirma o atual diretor de Normas do Banco Central, Alexandre Tombini, para a presidência da Banco Central. A indicação de Tombini terá que ser submetida ao Senado Federal para aprovação.

“A presidenta eleita determinou que a nova equipe assegure a continuidade da bem sucedida política econômica do governo Lula – baseada no regime de metas de inflação, câmbio flutuante e responsabilidade fiscal – e promova os avanços que levarão o Brasil a vencer a pobreza e alcançar o patamar de nação plenamente desenvolvida”, diz a nota oficial divulgada há pouco.

Leia Também