Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

COPA DO MUNDO

Dilma conversa com Neymar, Kaká e Ronaldo no Twitter

Dilma conversa com Neymar, Kaká e Ronaldo no Twitter
23/01/2014 16:15 - FOLHA PRESS


Em breve conversa via Twitter com os jogadores Neymar e Kaká e com o ex-jogador Ronaldo, a presidente Dilma Rousseff reforçou hoje que o Brasil irá "receber os turistas do mundo todo com os braços abertos e uma infraestrutura preparada".

Ela se reuniu hoje com o presidente da Fifa, Joseph Blatter, em Zurique, na Suíça, para um balanço sobre as realizações brasileiras para a Copa deste ano.

"Depois da reunião sobre a #CopaDasCopas, vou chamar nosso craque.@ClaroRonaldo p/ falar sobre a preparação do país", disse Dilma. "A preparação p/ a #CopaDasCopas segue em ritmo acelerado,.@ClaroRonaldo. Ontem entregamos mais um estádio, logo teremos os 12 prontos..."

Em sua conta no Twitter, Ronaldo respondeu: "É, @dilmabr, estamos entregando estádios modernos e seguros, q vão fazer bonito na #CopaDasCopas e trazer cada vez mais público pro futebol".

O diálogo continuou: "O povo brasileiro vai estar na torcida,.@neymarjr. Agora, quero saber do.@KAKA, a espera pela #CopaDasCopas agita o mundo todo, não?", questionou a presidente.

"Sim, @dilmabr, nunca uma Copa vendeu tantos ingressos antecipadamente. É o futebol de volta à sua terra, o Brasil. #CopaDasCopas", disse Kaká.

A presidente afirmou mais cedo, ao lado do presidente da Fifa, Joseph Blatter, que todos os estádios previstos para a Copa do Mundo serão concluídos para o evento.

"Os estádios são obras relativamente simples. O governo fará todo empenho para fazer a Copa das Copas, isso inclui estádios, aeroportos, portos, tudo o que for necessário para que seja o país que receba todos aqueles que vão nos visitar", disse.

O comentário foi feito somente após a insistência da Folha para que Dilma se manifestasse, diante de Blatter, sobre a possível exclusão da Arena da Baixada, estádio de Curitiba, ameaçado por causa de atrasos na obra.
 

Felpuda


Sindicalista defende o fim de mordomias e privilégios dos políticos e dos integrantes de outros Poderes, conforme divulgação feita por sua assessoria. Para ele, está na hora de se colocar um basta nessa situação, questionando, inclusive, o número de parlamentares e de assessores. Entretanto, não demonstra a mesma aversão por aqueles dirigentes de sindicatos que se perpetuam no poder e que comandam mais de uma entidade, assim como ele. Afinal, o exemplo deve vir de casa, né?