Sexta, 23 de Fevereiro de 2018

TRANSIÇÃO

Dilma confirma Palocci, Carvalho e Cardozo

4 DEZ 2010Por BRASÍLIA03h:50

A presidente eleita, Dilma Rousseff, anunciou ontem três novos ministros para compor o seu governo. Ela confirmou Antonio Palocci na Casa Civil, Gilberto Carvalho na Secretaria-Geral da Presidência e José Eduardo Cardozo no Ministério da Justiça. O anúncio foi feito por meio de comunicado, como ocorreu com a divulgação na semana passada da equipe econômica.

"A presidenta eleita orientou os futuros ministros a trabalhar de forma integrada com os demais setores do governo para dar cumprimento a seu programa de desenvolvimento com distribuição de renda e garantia da estabilidade econômica", informou o texto divulgado pela assessoria de imprensa de Dilma.

A expectativa inicial era de que a equipe de transição anunciasse os nomes de mais seis ministros já escolhidos por Dilma. Entre eles estariam os nomes de três ministros indicados pelo PMDB, todos negociados com a cúpula do partido.

Em reunião na noite de quinta-feira (2), no entanto, o partido concluiu que o ideal seria anunciar o nome de seus ministros em bloco, e não separadamente. Os peemedebistas avaliaram que o anúncio "fatiado" dos nomes acabaria dando a ideia de enfraquecimento do PMDB.

As indicações seriam a manutenção do atual ministro da Agricultura, Wagner Rossi (SP), da cota pessoal do vice Michel Temer; o senador Edison Lobão (MA) que voltaria ao Ministério das Minas e Energia.

O PMDB deverá ficar ainda com os ministérios do Turismo e da Previdência. O Ministério do Turismo deverá ir para as mãos de um deputado do PMDB. Os nomes cotados são os de Mendes Ribeiro (RS) e Marcelo Castro (PI). Já a Previdência pode ficar com o ex-governador do Rio Moreira Franco ou um senador, saindo das mãos do PT.

Leia Também