quarta, 18 de julho de 2018

GOVERNO

Dilma comemora aniversário em Porto Alegre com a família

14 DEZ 2010Por FOLHA ONLINE09h:32

A presidente eleita, Dilma Rousseff, completa 63 anos nesta terça-feira. A data será comemorada ao lado da família, em Porto Alegre (RS). Dilma deixou Brasília na noite de domingo e a expectativa é que a petista retorne para a capital federal hoje, no final do dia.

Ontem, Nelson Santana Vieira, 68, foi ao prédio da presidente eleita lhe entregar um presente. Ele disse que é amigo de Dilma e que a conhece desde os anos 1980, quando os dois militavam no PDT.

O pacote, com uma garrafa de champanhe, tinha uma bilhete que dizia: "Querida Dilma, do Santana, feliz governo".

Na sexta-feira, a petista e seu vice, Michel Temer, serão diplomados nos cargos pela Justiça Eleitoral. A cerimônia ocorre no TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Em meio às comemorações pelo aniversário, Dilma retoma esta semana as conversas com aliados para definir o espaço do PSB, PC do B, PP e PDT em seu governo. Até gora, 16 ministros foram confirmados, restando ainda 21 indicações.

O PSB deve retomar o controle do Ministério da Integração Nacional e receber a secretaria de Portos turbinada com o controle da aviação civil. A Integração Nacional deve ficar com Ciro Gomes, enquanto a secretaria de Portos com Fernando Bezerra --atual secretário de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco.

O PC do B quer manter o controle do ministério dos Esportes, mas espera ter o espaço ampliado. Uma solução apresentada pelo partido seria o ministro Orlando Silva (Esportes) ser deslocado para Autoridade Olímpica, que também ganharia status de ministério, abrindo sua atual vaga para outro correligionário.

A pasta é visada por reunir as ações do governo para as Olimpíadas de 2016, o que acomodaria Silva no governo --e ainda aumentaria o espaço do PC do B no governo.

O PP espera emplacar o deputado Mario Negromonte (BA) no Ministério das Cidades. Já o PDT quer a manutenção do ministro Carlos Lupi (Trabalho) no posto.

MERCOSUL

Além das articulações para a composição de seu governo, a presidente eleita decidiu prestigiar a reunião do Mercosul --que reúne os presidentes sul-americanos mais próximos do Brasil, em Foz do Iguaçu, a partir de quinta-feira.

Ela deve participar de um jantar na quinta-feira com os presidentes Fernando Lugo (Paraguai), José Mujica (Uruguai), Cristina Kirchner (Argentina) e Luiz Inácio Lula da Silva.

Leia Também