domingo, 22 de julho de 2018

SUCESSÃO PRESIDENCIAL

Dilma amplia vantagem sobre José Serra

22 SET 2010Por 16h:09

Lidiane Kober

A vantagem da petista Dilma Rousseff sobre o tucano José Serra aumentou na corrida presidencial em Mato Grosso do Sul. A distância entre os dois primeiros colocados subiu de 14 para 18 pontos percentuais, como mostra nova rodada da pesquisa do Ibrape realizada para o Correio do Estado. Dilma aparece com 48% das intenções de voto contra 30% de Serra. No levantamento anterior, a petista contava com 46% da preferência do eleitor, enquanto seu principal adversário surgia com 32%.
A representante do PV, Marina Silva, cresceu 2 pontos percentuais, de 8% para 10% das intenções de voto. Os demais candidatos a presidente obtiveram menos de 1% ou não foram citados. Votos brancos e nulos somam 4% e os eleitores indecisos chegam a 8%.
A nova rodada da pesquisa do Ibrape para o Correio do Estado foi realizada de 17 a 19 de setembro com 1.348 eleitores de 42 municípios distribuídos em oito regiões do Estado. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos e o intervalo de confiança é de 96%.

Espontânea
Na pesquisa espontânea, na qual o eleitor revela seu voto sem acesso a lista dos candidatos, Dilma também lidera a corrida pela sucessão presidencial, em Mato Grosso do Sul, porém a vantagem cai de 18 para 13 pontos percentuais. Se as eleições fossem hoje, ela receberia 39% dos votos contra 26% de Serra e 4% de Marina.
A 11 dias do pleito, 3% dos entrevistados manifestaram a intenção de votar no presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que não é candidato. Outros nomes foram citados por 1% dos eleitores, 1% promete votar em branco e 26% revelaram estar indecisos.
No quesito rejeição, o mais citado é Serra. No total, 29% dos entrevistados se negam a votar no tucano, 25% em Marina e 21% em Dilma.
A pesquisa foi protocolada no Superior Tribunal Eleitoral com o número 30801/2010.

Leia Também