Campo Grande - MS, sábado, 18 de agosto de 2018

NUTRIÇÃO

Dieta para fortalecer o sistema imunológico

9 ABR 2011Por DA REDAÇÃO08h:48

Com a chegada do outono e as temperaturas caindo, gripes e resfriados se tornam comuns na rotina de milhares de brasileiros. Para evitar a sensação de abatimento, dores no corpo, febre e nariz congestionado, o primeiro passo é preparar o sistema imunológico para o impacto da mudança climática. “Ter uma dieta equilibrada é pré-requisito para manter o sistema imunológico funcional e saudável. Um cardápio que abrange os nutrientes necessários para a manutenção da saúde contribui para a prevenção de doenças não só na ‘época de gripes’, mas durante o ano todo”, afirma Maria Carla Leone, nutricionista da Unilever.

A nutricionista esclarece também que se alimentar de forma correta não significa apenas consumir frutas e vegetais. “Além desses, e dos grãos e proteínas, é importante ressaltar a relevância das gorduras para fortalecer a imunidade do corpo”. Isso se deve ao fato de que uma das principais funções das gorduras é absorver e disseminar vitaminas importantes – como a A e D, cruciais para ativar as defesas do corpo e ajudar a combater infecções.

Nesse caso, vale salientar as diferenças entre as gorduras: as essenciais (mono e poliinsaturadas) e as consideradas ruins (saturadas e trans). “O consumo apropriado de gorduras boas é essencial para dar ao corpo a capacidade de processar vitaminas necessárias”, explica Maria Carla. “Além do fortalecimento do sistema imunológico, tais gorduras trazem outros benefícios para a saúde em geral – influenciam positivamente nos níveis de colesterol no sangue e auxiliam o crescimento e renovação das células, assim como no desenvolvimento mental de crianças e adultos”.

Para inserir gorduras essenciais no seu cardápio diário, não é necessário fazer mudanças radicais. Alguns passos simples podem transformar a capacidade de defesa do corpo. “Uma dica é dar preferência aos alimentos de origem vegetal – como óleos, margarina e maionese – e evitar os de origem animal. Também é interessante substituir carnes vermelhas por peixes como salmão, rico em gorduras como o Ômega-3, e adicionar mais vegetais e frutas em cada refeição”, finaliza Maria Carla.

Leia Também