Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, segunda, 19 de novembro de 2018

Dieta com pouca gordura não diminui risco de ataque cardíaco

5 JUL 2012Por terra12h:30

Cortar alimentos gordurosos do cardápio pode não ser a solução para proteger o seu coração. A advertência vem de um grupo de pesquisadores ingleses, da Universidade de Cambridge. As informações são do Daily Mail.

Segundo o estudo, um dos maiores realizados até hoje, eliminar do prato as gorduras saturadas não é bastante para se proteger das doenças coronárias. Para a dieta ser mais eficiente, é necessária uma alimentação rica em Ômega 6 - um ácido graxo poliinsaturado, presente em óleos vegetais, castanhas e sementes.

O estudo, feito com 25 mil voluntários entre 40 e 79 anos, apontou que quem simplesmente corta as gorduras saturadas das refeições, continua a ter as mesmas chances de sofrer um ataque cardíaco que as pessoas que consomem gorduras normalmente.

"Nós descobrimos que não basta cortar as gorduras saturadas da alimentação. É preciso enriquecê-la com ácidos graxos insaturados", diz Kay Thee Khaw, líder do estudo. 

Com a pesquisa foi possível concluir que as pessoas que corriam maior risco de sofrer um ataque cardíaco eram as que consumiam muita gordura saturada e pouco Ômega 6. Esse grupo estava 50% mais propenso a sofrer ataques do que aqueles que tinham uma alimentação balanceada.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também