Sábado, 24 de Fevereiro de 2018

FECOMBUSTÍVEIS

Diesel já está 2% mais caro para consumidor

18 JAN 2011Por INFOMONEY17h:30

O aumento do preço do biodiesel provocou uma alta dos preços do diesel, que neste mês está, no mínimo, 2% mais caro para os consumidores, segundo a Fecombustíveis (Federação Nacional do Comércio de Combustíveis e Lubrificantes).

A elevação, contudo, não deve continuar, segundo avalia o presidente da federação, Paulo Soares. “Os preços do óleo devem ficar estáveis este ano”, afirma. Embora o aumento da mistura de 4% para 5% de biodiesel no diesel contribua para esse aumento, ele não é determinante. O fator decisivo foi o aumento do preço do biocombustível.

A elevação, para Soares, não deveria ser repassada. Isso porque, no primeiro leilão de biodiesel da ANP (Agência Nacional de Petróleo), ocorrido em janeiro do ano passado, o combustível foi vendido a R$ 2,32 o litro. No leilão de agosto, houve queda no preço, para R$ 1,70. “Quando o preço caiu, o correto seria as distribuidoras repassarem essa queda aos postos, mas elas absorveram essa redução”, afirma Soares.

No último leilão da ANP do ano passado, contudo, o preço do litro do biodiesel voltou a R$ 2,30. Quando as distribuidoras recebem o combustível, elas misturam ao diesel, na proporção de 5%. Dessa vez, porém, elas repassaram o aumento aos postos, que agora vendem diesel aos consumidores ao menos 2% mais caro.

Preços
Dados da ANP mostram que, da semana encerrada no dia 25 de dezembro até a semana terminada no último dia 15, o preço do litro do diesel registrou um aumento de 0,4%, ao passar de R$ 1,983 para R$ 1,991, em média, no País. Esses valores devem registrar maiores aumentos nas próximas semanas.

Considerando os estados, no período, a maior alta ficou com o Rio Grande do Norte, cujo litro do diesel passou de R$ 1,960 para R$ 1,977 – uma elevação de 0,86%. Em São Paulo, os consumidores encontraram, até a última semana, o valor do litro ficou 0,85% mais caro, em média, de R$ 1,999, contra R$ 1,982. No Rio de Janeiro, a alta foi de 0,76%, com o litro do diesel passando de R$ 1,982 para R$ 1,997.

Sergipe, por outro lado, registrou a maior queda no período, de 0,9%. O preço do combustível passou de R$ 1,999 para R$ 1,981. Além dele, apenas outros quatro estados, dos 25 estados analisados, mais o Distrito Federal, apresentaram queda: Ceará (-0,15%), Paraíba (-0,1%), Pernambuco (-0,2%) e Santa Catarina (-0,1%). Outros seis estados registraram estabilidade.

 

Leia Também