ECONOMIA

Destaques da indústria serão homenageados

Destaques da indústria serão homenageados
10/05/2010 06:15 -


O presidente da Fiems, Sérgio Longen, entrega amanhã, às 20 horas, no andar térreo do Edifício Casa da Indústria, em Campo Grande, o Gran Colar da Ordem do Mérito Industrial de Mato Grosso do Sul para o presidente da CNI, Armando de Queiroz Monteiro Neto, além das medalhas do Mérito Industrial para cinco personalidades que se destacaram no desenvolvimento da indústria do Estado. “O presidente Armando Monteiro tem contribuído ativamente no processo de industrialização do nosso Estado por meio das ações às ações do Sistema Fiems e agora teremos a oportunidade de agradecer em parte ao serviço prestado”, disse Longen.

O deputado federal Armando Monteiro será a primeira autoridade a receber o Gran Colar da Ordem do Mérito Industrial de Mato Grosso do Sul, que foi criada no ano passado pela Diretoria da Fiems. Além da homenagem prestada pelo Sistema Indústria do Estado, o presidente da CNI também recebe o título de cidadão sul-mato-grossense, da Assembleia Legislativa.

Além da entrega do Gran Colar, o presidente da Fiems também fará a distribuição de cinco medalhas do Mérito Industrial aos empresários Gilberto Romanatto, diretor da Universo Íntimo Indústria e Comércio de Vestuário, Roberto José Faé, diretor do conglomerado Avanti Fios, Corttex, Adar Tecidos e Fatex, Edgar Rodrigues Pereira, proprietário do Imbaúba Laticínios, e Anníbal Teixido, dono da Gráfica Relevo, além da corumbaense Izulina Gomes Xavier.
smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".