Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

DECISÃO

Desembargador mantém Cruz na presidência do PP

Desembargador mantém Cruz na presidência do PP
15/03/2011 17:34 - vivianne nunes


O desembargador e relator do agravo, Julizar Barbosa Trindade, decidiu hoje manter a liminar que reconduziu o presidente do PP, Antônio Cruz, ao cargo depois de ter sido afastado do partido sob várias acusações de desvio de dinheiro e desmandos. Já o desembargador Paulo Alfeu Puccinelli, pediu vistas do processo e os desembargadores João Batista da Costa Marques e Tania Garcia de Freitas Borges ainda não votaram. Dessa forma, Cruz continua sendo o presidente do partido.

Para o vice presidente do PP, Luis Pedro Guimarães, o desembargador Alfeu Puccinelli pediu vistas do processo porque não acha que seja dessa maneira que se conduz a situação. “Isso seria uma decisão do partido e não da Justiça”, alegou o vice. “O que mais me deixa preocupado é que o partido deu férias coletivas de trinta dias e agora deu mais trinta. Os funcionários estão para fora e ele trocou até as fechaduras”, alertou.

De acordo Luis Pedro são oito membros do partido contra ele e 98 das executivas municipais. “Ele quer fazer o mesmo que fez com o PTB quando afundou o partido com uma atitude totalmente ditatorial”, desabafou o vice-presidente.

Antônio Cruz foi destituído do partido em janeiro deste ano e na ocasião, Luiz Pedro foi quem assumiu o cargo.
 

Felpuda


Tudo indica que o MDB não conseguiu convencer o PSDB de iniciar namoro com vistas a casamento nas eleições, e a ideia teria sido descartada. Os tucanos demonstraram que o problema deles não é o cargo: os emedebistas ofereceram a vaga de vice na disputa à Prefeitura de Campo Grande, a mesma cobiçada pelos tucanos, mas na chapa do PSB do atual prefeito. A questão, politicamente falando, seria, digamos, o oferecido “noivo”. Afe!