sexta, 20 de julho de 2018

renegociação

Desconto para débitos vai até 22 de dezembro

11 NOV 2010Por Carlos Henrique Braga03h:30

A central de renegociação de débitos ajuizados com a Prefeitura de Campo Grande teve o maior movimento ontem, último dia do superdesconto de até 60% sobre o valor principal. Até às 14h, cerca de 1,5 mil contribuintes haviam sido atendidos, número próximo à meta de 2 mil atendimentos até às 19h, fim do expediente estendido. Quem ainda não conseguiu quitar as pendências à vista têm outra chance até 22 de dezembro, mas com descontos reduzidos.

Desde o início do Programa de Recuperação de Débitos Ajuizados, feita em parceria com o Tribunal de Justiça, 13 mil estiveram no local; 90% deles aceitam a proposta e pagam à vista, segundo o o secretário Municipal de Planejamento, Finanças e Controle, Paulo Nahas.

As dívidas são principalmente de Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), como as da representante comercial Regina Aroca, que teve de arcar com o prejuízo dos carnês não pagos pelo inquilino do apartamento que aluga. "A gente vai deixando, até porque demora para ser cobrado e nem deixam de nos dar crédito por isso", justifica a contribuinte.

Débitos econômicos, como multas, também podem ser quitados. O borracheiro João Francisco teve o pequeno mercado multado pela Vigilância Sanitária, há dez anos, e os juros fizeram a dívida engordar de R$ 4 mil para R$ 32 mil. É hora de acertar as contas com a prefeitura. "Tentei recorrer, na época, mas não deu, o importante é me livrar dessa dívida", afirma.

Os descontos para pagamento até 22 de dezembro são de 50%, para débitos ajuizados até 1997; 30%, entre 1998 e 1999; e 20%, de 2000 a 2002. A exclusão de juros e custas iniciais também valem para o segundo prazo.

Leia Também