Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, sexta, 14 de dezembro de 2018

JAIR BOLSONARO

Deputados vão investigar comentários racistas

30 MAR 2011Por AGÊNCIA BRASIL16h:06

Uma representação assinada por 20 deputados do P-SOL, PCdoB e PDT foi protocolada há pouco, na Mesa Diretora da Câmara, pedindo que a Corregedoria da Casa investigue o deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) por comentários racistas feitos em programa de televisão, exibido no último dia 28. Caberá agora ao presidente da Câmara, deputado Marco Maia (PT-RS), encaminhar a solicitação à corregedoria.

Na mesma representação, os deputados pedem também que Jair Bolsonaro seja destituído pelo seu partido, o PP, da Comissão de Direitos Humanos e Minorias. De acordo com a presidente da comissão, deputada Manuela D'ávila (PCdoB-RS), que também assinou a representação, uma pessoa que não defenda os direitos humanos não deve atuar na comissão voltada para esse fim.

Antes da representação ser protocolada, o deputado Jair Bolsonaro disse que iria pedir ao Conselho de Ética da Câmara para que fosse convocado pelo colegiado a fim de prestar esclarecimentos sobre sobre as declarações feitas a um programa de televisão.

Em nota divulgada hoje, o deputado afirma que entendeu errado a pergunta feita a ele no programa, e que não é racista. “Se eu fosse racista, nunca diria isso na televisão, não sou louco. Mas não tenho qualquer problema com isso, tenho funcionários negros, minha esposa é afrodescendente, e meu sogro é mais negro do que mulato”.
 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também