Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

sexta, 15 de fevereiro de 2019 - 23h11min

FEDERAL

Deputados dizem que presídio da Capital é referência

2 MAR 11 - 16h:45vivianne nunes

De volta a Goiás, os deputados estaduais que estiveram em Campo Grande ontem durante visita ao presídio Federal de Segurança Máxima, reuniram a imprensa do Estado para falar sobre a situação em que se encontram os 17 policiais militares presos acusados de participação em um grupo de extermínio que age em algumas cidades goianias. Na oportunidade, o presidente do Conselho de Direitos Humanos da Assembleia, deputado Mauro Rubem (PT), afirmou que o presídio Federal é referência no País. “Precisamos exigir o mesmo padrão de Campo Grande em Goiás”, afirmou.

Durante a coletiva, Rubem evidenciou a importância de se trabalhar outras vertentes para construção de um novo modelo de segurança pública. Para ele, todo esse episódio que trouxe insegurança para os trabalhadores da corporação e para a sociedade, é fruto de um sistema obsoleto que precisa ser reformulado. "Esta foi apenas uma das ações. A partir de agora, vamos intensificar o debate sobre a formação dos militares, integração das policias, agilidade no sistema judiciário e respeito aos Direitos Humanos", evidencia.

Mauro Rubem declarou que o objetivo da viagem, de preservar os Direitos Humanos dos envolvidos, foi atingido com êxito e reforçou que as denúncias sobre maus tratos, feitas pelos familiares dos militares goianos presos na Operação Sexto Mandamento, não procediam. "Fizemos uma avaliação profunda e constatamos que não houve qualquer violação de direitos ou atitudes que poderiam denegrir a imagem dos envolvidos", afirma.

Já o deputado José Lima, que também participou da comitiva em Campo Grande, reforçou que a situação dos presídios de Goiás precisa de ação conjunta entre o Legislativo, Executivo e Judiciário. "A direção da Penitenciária de Campo Grande merece parabéns. Todos nós tivemos que passar por revistas. Ali, a regra é comum para todos. Precisamos trazer isso para Goiás", concluiu.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

TRAGÉDIA

Funcionários da Vale são presos por rompimento de barragem de Brumadinho

BRASIL

União pagou R$ 565 milhões em dívidas atrasadas de estados em janeiro

TRAGÉDIA

Procuradoria defende júri popular para acusados por tragédia em Boate Kiss

TRAGÉDIA

Justiça determina que Vale retire animais das áreas de risco em Barão de Cocais

Mais Lidas