segunda, 16 de julho de 2018

CONGRESSO

Depois do presidente Sarney, Senado elege mesa diretora

1 FEV 2011Por FOLHA17h:55

Após eleger José Sarney (PMDB-AP) para mais um mandato na presidência do Senado, os senadores escolheram nesta terça-feira (1º) a nova Mesa Diretora da Casa para os próximos dois anos.

Marta Suplicy (PT-SP) foi eleita primeira vice-presidente, com a função de substituir Sarney no

O PT optou pela primeira vice para evitar que o cargo fique nas mãos da oposição --que poderia presidir sessões no plenário da Casa.

Os petistas chegaram a cogitar escolher a primeira-secretaria, responsável por toda a administração do Senado, mas optaram por uma função política que não represente insegurança ao governo federal no Senado.

A primeira-secretaria será ocupada pelo senador Cícero Lucena (PSDB-PB), que terá como tarefa dar continuidade à reforma administrativa da Casa. O órgão foi alvo de uma série de escândalos nos últimos anos diante de problemas administrativos, entre eles a crise ética de 2009 conhecida como o escândalo dos "atos secretos".

PTB e PR disputaram dois cargos na Mesa Diretora até o momento da votação no plenário, mas as siglas chegaram em um acordo com a indicação do senador João Ribeiro (PR-TO) para a segunda secretaria e João Vicente Claudino (PTB-PI) na terceira secretaria da Casa.

Além de Sarney, o PMDB vai ocupar mais um cargo na Mesa Diretora com o senador Wilson Santiago (PMDB-PB), que ficou com a segunda vice-presidência.

As quatro vagas de suplentes na Mesa vão ser definidas amanhã, em uma nova votação no plenário. O DEM conseguiu, em acordo fechado com os demais partidos, garantir uma suplência na Mesa --com a indicação da senadora Maria do Carmo Alves (DEM-SE). Mas ainda não há acordo para as demais suplências.

DIVISÃO

Marta foi eleita para a primeira vice-presidência depois de uma disputa interna no PT pelo cargo. O partido fez acordo para que Marta fique no cargo por um ano. Em 2012, num rodízio, a petista abre mão da vaga para que o senador José Pimentel (PT-CE) ocupe a função.

A oposição, no entanto, questionou o acordo fechado pelo PT. O senador Demóstenes Torres (DEM-GO), em questão de ordem apresentada ao plenário da Casa, disse que o rodízio no cargo é inconstitucional uma vez que cada membro da Mesa é eleito para um mandato de dois anos.

"A pessoa pode renunciar ao mandato da Mesa e até ao mandato parlamentar. O que ela não pode é fazer um acordo para que essa renúncia se dê daqui a um ano para que outro assuma, quebrando o preceito da Constituição Federal", disse.

Sarney, porém, não acatou o pedido de Demóstenes para impedir o acordo ao afirmar que ele só poderá ser questionado no momento em que de fato for efetivado. "Estamos procedendo à votação da Mesa que irá ocupar nesses dois anos. No futuro, teremos que decidir quando as coisas acontecerem."

Veja abaixo a nova Mesa Diretora do Senado:

Presidente: José Sarney (PMDB-AP)
1ª vice-presidência: Marta Suplicy (PT-SP)
2ª vice-presidência: Wilson Santiago (PMDB-PB)
1ª secretaria: Cícero Lucena (PSDB-PB)
2ª secretaria: João Ribeiro (PR-TO)
3ª secretaria: João Vicente Claudino (PTB-PI)
4ª secretaria: Ciro Nogueira (PP-PI)
 

Leia Também