Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

PROFISSIONAL

Dependentes químicos recebem capacitação

Dependentes químicos recebem capacitação
14/01/2014 08:51 - Idest


Promover a recuperação de dependentes de álcool e drogas através de capacitações profissionais, esse é o principal objetivo da parceria entre o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/MS - Sistema Famasul), Sindicato Rural de Chapadão do Sul e Comunidade Terapêutica Nova Esperança (Cotenec), que desde julho de 2013 vem proporcionando cursos profissionalizantes aos internos da entidade.

A Comunidade abriga atualmente cerca de 30 homens, com idades variadas e que buscam a reinserção na sociedade e reconstrução de suas vidas. Entre os meses de julho e novembro do ano passado quatro capacitações foram realizadas, levando os cursos de Horticultor, Viveiricultor, Fabricação Caseira de Produtos de Limpeza e Derivados do Leite, contemplando cerca de 60 internos que por lá passaram nesse período. Para 2014 a parceria prevê o início do primeiro curso no próximo dia 27, oferecendo qualificação em Produção Caseira de Pães, Bolos, Biscoitos e Salgados.

Para o presidente do Cotenec, Claudiomar Bocalon, a realização dos cursos leva esperança de uma nova vida aos dependentes químicos após o fim do tratamento, principalmente diante da dificuldade desse público em encontrar uma oportunidade no mercado de trabalho. “Ficamos muito felizes quando o Sindicato Rural nos procurou oferecendo essa oportunidade. Para os internos é uma grande chance de recomeçar a vida após o fim dos nove meses de tratamento oferecidos, com uma qualificação e conhecimento para buscar uma vaga de trabalho”, ressalta Bocalon. 

Felpuda


Sindicalista defende o fim de mordomias e privilégios dos políticos e dos integrantes de outros Poderes, conforme divulgação feita por sua assessoria. Para ele, está na hora de se colocar um basta nessa situação, questionando, inclusive, o número de parlamentares e de assessores. Entretanto, não demonstra a mesma aversão por aqueles dirigentes de sindicatos que se perpetuam no poder e que comandam mais de uma entidade, assim como ele. Afinal, o exemplo deve vir de casa, né?