Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, sexta, 16 de novembro de 2018

Negligência

Denúncias de casos de erro médico crescem 37% em todo o Estado

18 JUN 2012Por Anahi Zurutuza00h:00

Além de perder o bebê no segundo mês de gestação, a auxiliar administrativa Lidiana Bernal, de 26 anos, corre o risco de ficar estéril, depois de passar por uma curetagem — espécie de “limpeza” da cavidade uterina — ela teve o útero, o intestino e a bexiga perfurados. A moça não é a única vítima dos chamados erros médicos.

Este ano, dois casos que aconteceram em Bonito vieram à tona, além de tantas outras famílias que passaram por dramas semelhantes, mesmo que as tragédias não tenham repercutido. Um caso de má conduta médica foi registrado a cada 40 horas no ano passado em Mato Grosso do Sul.

De janeiro até agora, a Associação das Vítimas de Erros Médicos de Mato Grosso do Sul, já recebeu 48 denúncias, aumento de 37% em relação ao ano passado, quando a entidade trabalhou em 35 casos. O Conselho Regional de Medicina (CRM) recebeu em 2011, 217 denúncias de má conduta médica.

Leia mais no Correio do Estado

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também